Redes Sociais

Mundo

Prisão de Guaidó ao voltar à Venezuela seria ‘absurdo completo’, diz Ernesto Araujo

Redação

Publicado

em

O chanceler Ernesto Araújo (Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, afirmou nesta sexta-feira (1) que a prisão do autoproclamado presidente da Venezuela, Juan Guaidó, ao retornar ao seu país seria um “absurdo completo”.

Em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (28) enquanto estava no Planalto, Guaidó afirmou que pretende retornar à Venezuela até segunda-feira (4), mesmo com “ameaças” por parte do governo de Nicolás Maduro.

“Esperamos que não aconteça, seria realmente um absurdo, teríamos que ver no momento qual seria a reação nossa, coordenaríamos novamente com o Grupo de Lima, como temos feito. Espero que não cheguemos lá, teríamos que ver. Nesse momento, seria um absurdo completo”, comentou Ernesto Araújo sobre uma possível prisão de Guaidó.

A possibilidade de prisão do líder oposicionista se dá por conta de uma ordem do Tribunal Supremo da Venezuela, que proibiu Guaidó de sair do país. A decisão da Justiça foi reiterada pelo ditador Nicolás Maduro.

Conexão Política é um jornal digital inteiramente compromissado com a cobertura e análise das principais pautas sobre política nacional e internacional | [email protected]

alan correa criação de sites