Redes Sociais

Mundo

Mesmo diante das ameaças da ditadura de Maduro, Guaidó diz que voltará à Venezuela

Redação

Publicado

em

O autoproclamado presidente da Venezuela e principal líder da oposição, Juan Guaidó (Imagem: Federico Parra/AFP)

O autoproclamado presidente da Venezuela e líder da oposição ao regime de Nicolás Maduro, Juan Guaidó, afirmou durante entrevista em Brasília nesta quinta-feira (28) que, mesmo diante de ameaças que vem recebendo do regime de Nicolás Maduro, irá retornar à Venezuela até o dia 4 de março.

Na tarde desta quinta-feira (28), Guaidó encontrou-se com o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro. Depois da reunião, os dois fizeram um pronunciamento no Palácio do Planalto.

O presidente Jair Bolsonaro e o autoproclamado e reconhecido pelo Brasil como presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, durante encontro no Planalto (Imagem: Marcos Corrêa/PR)

Em seu pronunciamento, Guaidó afirmou que a “luta” dele por democracia e liberdade na Venezuela é constitucional.

O autoproclamado presidente interino que possui o reconhecimento de cerca de 50 países também disse que o encontro desta quinta no Planalto marca um “novo começo” na relação entre Brasil e Venezuela

“Retorno a Venezuela este fim de semana, mais tardar em segunda-feira”, disse Guaidó aos jornalistas após seu pronunciamento.

Conexão Política é um jornal digital inteiramente compromissado com a cobertura e análise das principais pautas sobre política nacional e internacional | [email protected]

alan correa criação de sites