Redes Sociais

Artigo

Tapete de Penélope

Francisco Teodorico

Publicado

em

Tapete de Penélope 15

Na mitologia grega, Penélope era filha de Icarius e Periboea e casada com Ulisses.
Ulisses foi para a guerra de Troia e ela esperou por ele por mais de 20 anos (durante e após a guerra citada). Ela era muito fiel a ele e rejeitou todos os cortejos na esperança de que o marido voltasse (na época em que se passa a história a comunicação não era fácil como hoje).

Tapete de Penélope 16

Para se livrar da pressão que sofria de seu pai para que casasse, ela prometeu que se casaria quando terminasse de tecer um tapete. Durante o dia ela o tecia, mas à noite o desmanchava. O desenrolar dessa história você pode encontrar facilmente na internet, não vou me alongar.

Daí veio o termo “tapete de Penélope” para fazer uma analogia quando tentamos construir algo e alguém sutilmente mina o nosso trabalho (geralmente não pelos motivos nobres como o de Penélope).

O Estado brasileiro é formado por uma estrutura mastodôntica. A Direita não tinha espaço no debate político nacional porque este sempre foi polarizado pela esquerda moderada e a esquerda radical. Não é à toa que criou-se uma rede de corrupção, de troca de favores entre os diversos ramos da sociedade civil (vide a decadência de gigantes que fizeram parte de nossa vida desde a infância).

Tanto tempo de hegemonia permitiu que bombas de implosão fossem espalhadas pela estrutura estatal e é necessária uma verdadeira operação de guerra para desarmá-las com o cuidado para não cortar o fio errado, o que dificilmente não acontecerá. E claro que por menor que seja o estrago, os militantes, munidos de alto falantes midiáticos não deixarão de supervalorizar.

Nas últimas eleições, o povo, cansado da desconstrução dos valores que alicerçaram nossa sociedade e nosso país, elegeu um Governo de Direita. Porém, o Estado aparelhado durante décadas não deixa de existir do dia para a noite e muito trabalho ainda há a ser feito.

O governo tem feito sua parte em pouco mais de 45 dias (parte deles passados dentro de um hospital devido ao atentado à sua vida, promovido pela Esquerda). E certamente com o risco de ser injusto com algumas pastas, faço questão de destacar os resultados positivos já apresentados:

  • Formação de uma equipe de Notáveis, com Ministros escolhidos pela qualificação técnica e não política
  • Exoneração de mais de 4000 comissionados
  • Salário mínimo foi reajustado
  • Quantidade de ministérios e órgão foi reduzida
  • Milhares de militantes de cargos comissionados foram demitidos
  • Cesare Battisti foi extraditado para a Itália
  • Dirigentes de facções criminosas foram isolados nos presídios de segurança máxima
  • MP da posse da armas foi publicada
  • Lula foi condenado pela segunda vez
  • Diversas licitações milionárias muito suspeitas foram canceladas
  • Acabou-se a farra de visitas íntimas nos presídios
  • Visitas de advogados foram organizadas
  • As vagas do Mais Médicos foram preenchidas por brasileiros
  • Renan foi derrotado
  • Reforma da Previdência está andando e economizará R$ 1.100.000.000.000,00 (isso mesmo, um trilhão e cem milhões de reais) em 10 anos
  • Fim da aposentadoria especial para políticos
  • As concessões de 3 ferrovias foram anunciadas
  • Lei Rouanet foi revisada com estabelecimento de novos critérios
  • Torneiras das estatais para propaganda e patrocínios questionáveis foram fechadas
  • Foi feito acordo para a Lava Jato da Educação entre o Ministério da Educação e da Justiça
  • Foi apresentado o plano de combate à corrupção e violência pública (Moro)
  • O Exército retomou inúmeras obras paradas pelo Brasil
  • O governo reagiu imediatamente à tragédia de Brumadinho, com dezenas de pessoas presas
  • Jornalistas estão perdidos diante da equipe preparada para lidar com eles
  • Ministra Damares cancela pagamento de 2000 anistiados, entre eles FHC, Lula, Chico Buarque, Gilberto Gil
  • O projeto de Homescholling está em andamento
  • Veja mais em: Governo Bolsonaro – Mar2019

Porém, apesar de um Congresso predominantemente conservador, ainda temos políticos da velha guarda e até novos políticos com os velhos vícios que se enraizaram na máquina do Estado. Quem me acompanha há algum tempo sabe que eu não defendo a renovação política como uma panacéia, pois ela é uma condição necessária, mas não suficiente para mudar o país. É fácil notar que apenas a renovação não é suficiente porque os políticos de 30 anos atrás eram diferentes, no entanto a corrupção só aumentou. É preciso uma verdadeira reforma política para resolver o problema.

A Justiça é outro poder que dispensa comentários, pois dificilmente passamos uma semana sem que sejamos surpreendidos com as decisões destes que acreditam ser semideuses (vide meu artigo Olimpo).

No Executivo, o problema é um pouco mais pontual, com fogo amigo disparado em algumas circunstâncias como os pronunciamentos do vice-Presidente, que tenta se aproximar da mídia golpista.

Também tivemos o recente caso da nomeação de Ilona Szabó para o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária. Pesquise sobre ela no Google e entenderá o tamanho de nossa revolta.

Apesar de ser um admirador de nosso Ministro Sérgio Moro (e continuarei sendo) acredito que ele cometeu um erro crasso nesse caso devido à falta de experiência política.

Uma fakenews sobre o assunto chegou a circular pela internet “inocentando” Sérgio Moro (vide imagem a seguir), mas foi logo desmentida.

Tapete de Penélope 17

Primeiro que ela não faz parte da composição, segundo, não tem base jurídica [06] e terceiro, de acordo com a Portaria nº 1107 de 05/06/2008 / MJ – Ministério da Justiça (D.O.U. 06/06/2008) é Moro quem escolhe os membros [07]

Tapete de Penélope 18

Leia mais
A Lei É Clara: Escolha De Membros Do Conselho Criminal É Prerrogativa Do Ministro

Devemos observar também, como bem destacou Leandro Ruschel, que o Gal. Floriano Peixoto, Secretário Geral da Presidência da República, é pesquisador do Instituto Igarapé (sim, aquele da Ilona Szabó) [10], um dos representantes da Esquerda globalista no Brasil. E o mundo inteiro sabe da ligação do Instituto com George Soros… [09]

E ainda sobre o pacote anticrime do Ministro Sérgio Moro, vimos a iniciativa de Rodrigo Maia de colocar Marcelo Freixo (PSOL) e o Paulo Teixeira (PT) no grupo de trabalho que vai analisar o projeto [08].

Tapete de Penélope 19

Claro que a medida é legal e há a retórica da “diversidade” de pensamentos, mas quem de nós não recebeu a notícia como um escárnio, diante de todos os precedentes que vimos acontecer em décadas. O que precisamos é de especialistas em Segurança Pública e não linhas ideológicas diferentes, afinal nossas instituições deveriam se unir para combater o crime, não?

O que vimos acontecer durante décadas foi a Esquerda proteger os criminosos em detrimento do cidadão de bem e daqueles que nos protegem, os policiais.

Contra o Projeto da Previdência, não faltam também as tentativas de desqualificação infantil, como fez Gleisi Hoffmann ao criticar que com R$ 400,00 não se vive. Ora, aqui temos no mínimo uma questão de desonestidade intelectual, pois o valor a que ela se refere é para as pessoas idosas que nunca contribuíram com a previdência e estão desamparadas! E mais um detalhe: essas pessoas, hoje, nada recebem! Mas como disse Washington Olivetto na antiga campanha para uma certa publicação que um dia já foi um jornal, “com meias verdades se consegue contar uma grande mentira”.

Na Educação, o MEC, através do Ministro Véllez tentou ressuscitar o espírito patriótico nas escolas sugerindo que voltássemos a hastear a bandeira nacional e cantássemos o hino. A reação do establishment foi desproporcional. Talvez se ele tivesse imposto que houvesse apresentação semanal de um MC qualquer com as crianças dançando funk tivesse causado menos alvoroço ou quem sabe até cantar a Internacional Socialista como fazem nas escolas dos Sem Terrinha (e que não vemos a mesma indignação dos críticos). Mas sobre esse assunto eu tratei no artigo “Ouviram no Ipiranga, às margens do Mimimi“, portanto não vou mais me estender.

Também não faltam rumores de que nossa suprema corte vem se mobilizando nos bastidores para desconstruir o projeto sobre o porte/posse de armas. E em desconstrução eles estão se especializando, pois deturparam até o conceito de raça (que vem caindo em descrédito no meio científico). Nosso Senado precisa dar um basta, pois nosso regime não é a STFcracia. A definição das funções dos três poderes é bem clara.

Nossa suprema corte chegou ao cúmulo de afirmar que estaria legislando por omissão do Congresso, mas se fizermos uma analogia, poderia o Congresso prender criminosos por omissão do STF? [04]

Até quando só nos restarão a indignação e a conta?

Bolsonaro tem um projeto para o Brasil. O establishment um projeto contra Bolsonaro. [02]. Em outras palavras, o Governo tem em suas mãos um verdadeiro Tapete de Penélope. [05]


[01] Cafezinho 152 – 45 dias
[02] Projetos
[03] Governo Bolsonaro já exonerou quase 4 mil comissionados
[04] Twitter – Sandra Nasralla
[05] Tapete de Penélope
[06] Quem Disse Que ONGs Globalistas Têm Assento Cativo Em Conselhos Governamentais?
[07] Portaria nº 1107 de 05/06/2008 / MJ – Ministério da Justiça (D.O.U. 06/06/2008)
[08] Maia coloca Freixo, PT e PSL para analisar pacote de Moro
[09] Twitter – Leandro Ruschel
[10] Instituto Igarapé – Gal. Floriano Peixoto Vieira Neto

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Pai, casado, católico, matemático, analista de sistemas, pós-graduado em Gestão de TI (USP), enxadrista, karatedoka, especialista em Gestão do Tempo.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites