Redes Sociais

Mundo

Módulo espacial israelense Beresheet entra com sucesso na órbita da Lua antes de pouso lunar na próxima semana

Thaís Garcia

Publicado

em

Módulo espacial israelense Beresheet entra com sucesso na órbita da Lua antes de pouso lunar na próxima semana 19
Imagem: SpaceIL

A espaçonave robótica de Israel acabou de se inserir em órbita ao redor da Lua em uma manobra crítica, que prepara Beresheet para uma aterrissagem na superfície lunar na próxima semana.

Se a aterrissagem for bem-sucedida, Beresheet se tornará a primeira espaçonave privada a pousar na Lua. A sonda foi construída e operada pela Israelense SpaceIL, sem fins lucrativos.

Beresheet foi criada principalmente com financiamento privado. A equipe tinha um orçamento global de apenas US $ 90 milhões, mas apenas US $ 2 milhões desse total, vieram do governo israelense; o resto veio dos investidores privados.

Em 21 de fevereiro, a Beresheet foi lançada para o espaço em cima de um foguete SpaceX Falcon 9, que implantou a sonda em uma ampla órbita ao redor da Terra. Desde então, a espaçonave liga periodicamente seu motor e estende seu caminho orbital ao redor do planeta, enviando-se para a Lua.

Até agora, a sonda viajou mais de 5,4 milhões de quilômetros através do espaço e completou cerca de 12 órbitas.

Neste dia 5 de abril, o Beresheet ligou novamente seu motor principal para desacelerar a espaçonave e poder ser capturado pela gravidade da Lua. A sonda se encontra em uma órbita elíptica ao redor da Lua, um caminho que leva a espaçonave entre 500 e 10.000 km acima da superfície lunar.

Pouso na Lua
Beresheet não ficará nessa órbita por muito tempo. Na próxima semana, a sonda ligará seu motor algumas vezes, para tornar sua órbita em torno da Lua mais circular, descendo para 200 km acima da superfície lunar.

Em 11 de abril, está previsto que Beresheet ligará o motor novamente, para sair da órbita da Lua e aterrissar.

Uma aterrissagem bem-sucedida na próxima semana marcará uma das primeiras grandes viagens espaciais, por causa da forma como a Beresheet foi desenvolvida. Mesmo agora, o fato de estar orbitando a Lua é uma grande novidade para a história do voo espacial.

Até agora, apenas três superpotências: os EUA, a Rússia e a China aterrissaram com sucesso espaçonaves intactas na Lua.

Carga preciosa
Uma vez na lua, a missão do Beresheet durará dois dias. A sonda medirá o campo magnético do local de pouso e enviará dados e fotos à Terra. Os dados serão transmitidos através da agência espacial norte-americana NASA para a estação terrestre israelense Yehud, do SpaceIL.

Beresheet também está carregando uma carga preciosa, que não serve a um propósito científico. A bordo da sonda há uma mini “cápsula do tempo”, contendo a bandeira de Israel, o hino nacional, a Torá, a história de um sobrevivente do Holocausto e um arquivo digital com detalhes sobre a espaçonave.

Além disso, uma organização conhecida como Arch Foundation incluiu sua primeira parcela de uma “biblioteca lunar”, com minúsculos discos de níquel contendo milhares de páginas de texto e imagens. A organização decidiu incluir várias páginas da Wikipedia, bem como PDFs de livros.

O SpaceIL tirará uma foto da bandeira de Israel levada pela sonda, após o pouso na Lua.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Correspondente Internacional na Europa. Cristã, casada, mãe e bacharel em Relações Internacionais.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites