Redes Sociais

Índia

VÍDEO | Marinha indiana testou com sucesso míssil supersônico BrahMos

Thaís Garcia

Publicado

em

Marinha Indiana

A Marinha indiana conduziu com sucesso o teste do míssil supersônico Brahmos, no domingo (18). O míssil foi disparado do navio destróier de mísseis guiados INS Chennai e atingiu seu alvo com precisão, após realizar manobras “extremamente complexas”, disseram autoridades ao Times of India.

O INS Chennai é o terceiro destróier da classe “Kolkata”, que é equipada com o radar israelense EL/M-2248 MF-STAR AESA multifunção, para detecção e direção de tiro contra alvos navais e aéreos.

O teste foi realizado para avaliar as características aprimoradas da variante naval do BrahMos. O teste garante a invencibilidade dos navios indianos na região do oceano Índico, uma vez que o BrahMos é considerado o míssil de cruzeiro supersônico mais preciso e rápido em operação atualmente. A Índia maximizou o potencial do BrahMos diversificando seu alcance e uso em todos os ramos das forças armadas indianas.

O projeto de míssil foi possível graças à adesão da Índia à aliança de 34 nações do Regime de Controle de Tecnologia de Mísseis (MTCR), uma vez que o BrahMos é uma joint venture entre a Índia e a Rússia. O MTCR não permitia o desenvolvimento de mísseis além do alcance operacional de 300 km, mas desde então suspendeu a restrição aos mísseis desenvolvidos com a Rússia, permitindo que o BrahMos atingisse um alcance de 450 km.

A Índia planeja aumentar o alcance além de 600 km, tornando o BrahMos uma arma ainda mais letal contra adversários. O BrahMos é famoso por seu uso, com sucesso, em plataformas terrestres, aéreas e marítimas, tornando-o o único míssil de cruzeiro com velocidade Mach 3 (quantas vezes o corpo atingiu a velocidade do som) a ser usado em todos os três ramos de quaisquer forças armadas ao redor do mundo.

A Índia já havia testado a versão lançada do ar do BrahMos chamada de “BrahMos-A” no jato de combate Frontline Su-30MKI da Força Aérea Indiana (IAF), seguido pelo BrahMos lançado em terra com recurso de mergulho vertical íngreme.

Recentemente, a Índia também testou o míssil antirradiação Rudram-1 com alcance de 250 km, acrescentando a Índia a uma lista de poucas nações que projetaram e desenvolveram um míssil antirradiação.

Com a necessidade cada vez maior de operacionalizar os vários projetos de desenvolvimento de armas em andamento com o órgão governamental indiano DRDO (Organização de Pesquisa e Desenvolvimento de Defesa), a Índia está preparando a conclusão de todos os projetos necessários para preencher seu estoque de armas convencionais. A expansão de seu arsenal permite que o país esteja pronto para qualquer cenário imprevisto – especialmente com as forças armadas indianas fortificando sua região administrada na Linha de Controle Real (LAC).

Com quase uma dúzia de testes de vários mísseis e drones em menos de dois meses, a Índia deixou claro em sua política contra adversários – incluindo a China – que nenhuma ação que ameace a soberania indiana será tolerada.

Assista ao vídeo do teste do  míssil de cruzeiro supersônico BrahMos:

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

alan correa criação de sites