Redes Sociais

ESTADOS UNIDOS

VÍDEO | Mãe que não quis usar máscara ao ar livre leva choque de ‘taser’ e é detida em jogo de futebol americano do filho

Thaís Garcia

Publicado

em

Na quarta-feira (23), uma mãe do estado de Ohio, nos EUA, levou um choque de ‘taser’ da polícia e foi removida à força de um jogo de futebol americano do ensino fundamental em que seu filho jogava, após se recusar a sair do local por não querer usar uma máscara facial ao ar livre. Ela foi detida por invasão criminosa e liberada do lado de fora do local.

No vídeo, é possível ver claramente que os policiais também não usavam suas máscaras corretamente durante todo o tempo dentro do estádio; um utilizou a máscara incorretamente (abaixo do queixo) e outra policial aparece mais tarde no vídeo sem máscara.

O vídeo do incidente, que gerou mais de 668.000 visualizações no Facebook, mostra um funcionário da escola, Chris Smith, em uma conversa acalorada com a mãe, identificada pela polícia como Alecia Kitts, nas arquibancadas do estádio da escola Logan High School. Smith parece pedir à mulher para usar uma máscara facial, mas ela se recusou alegando que tinha asma, de acordo com um comunicado do Departamento de Polícia da cidade de Logan, em Ohio. A conversa tornou-se acalorada quando a mulher, aparentemente, se recusou a seguir as instruções de Smith e protestou.

“Saia de perto de mim! Não vou colocar minhas mãos atrás das costas. Não estou fazendo nada de errado criminalmente! ”, dizia Kitts no vídeo, ao lado de duas crianças e outra mulher que a acompanhava.

Depois de se recusar a colocar as mãos para trás, o policial pode ser visto dando-lhe um choque no ombro da torcedora e em seguida a algemando, antes de escoltá-la para fora do estádio.

“Isto é besteira,” diz outro espectador no vídeo. “Enfrentar esta senhora por não usar uma droga de máscara”

Outro espectador também pode ser ouvido ameaçando processar o policial por suas ações.

Assista ao vídeo do momento em que a mulher é repreendida, leva o choque e é levada pela polícia.

Segundo o comunicado do Departamento da Polícia local, Kitts não foi detida por não usar máscara. Ela foi convidada a deixar o local por violar continuamente a política da escola, uma vez que ela se recusou a sair do local.  Ela foi informada de que estava sendo presa por invasão criminosa, e a resistência à prisão, levou ao uso da força pelo policial.

Em meio à pandemia de Covid-19, Ohio determinou o uso de máscara obrigatório em todo o estado para todos os locais internos e espaços ao ar livre, onde o distanciamento social não é possível, em vigor desde 23 de julho. O Departamento de Saúde de Ohio também emitiu uma ordem de saúde obrigando o uso de máscaras em escolas em todo o estado, que está em vigor desde 4 de agosto.

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

alan correa criação de sites