Redes Sociais

Últimas

VÍDEO: Cabo eleitoral é morta a tiros na Baixada Fluminense após relatar ameaças

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

Reprodução

Uma mulher foi morta a tiros em Magé, na Baixada Fluminense, na manhã desta sexta-feira (30).

Identificada como Renata Castro, de 38 anos, ela estava na porta de casa quando foi atacada com ao menos 15 tiros.

Segundo informações repassadas à polícia, Renata fazia oposição ao atual prefeito e era cabo eleitoral da família Cozzolinona, tradicional na política da cidade.

Ontem (29), ela esteve na Polícia Federal para fazer um registro de ameaça de morte.

Em frente à sede da corporação, ela fez uma transmissão ao vivo nas redes sociais dando mais detalhes sobre o boletim de ocorrência.

“Não adianta me ameaçarem de morte. Hoje, teve dois cidadãos que foram no prédio me ameaçar, me coagir. O que eu fiz ontem eu vou fazer amanhã, vou fazer depois de amanhã. Mais uma denúncia aqui na Polícia Federal”, disse.

Uma das linhas de investigações é que a motivação do crime seja política.

O caso foi encaminhado a DHBF (Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense).

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho.

alan correa criação de sites