Redes Sociais

Brasil

Veja como votaram os ministros do STF sobre decisão que autoriza o fechamento de igrejas e templos religiosos na pandemia

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

Karl Fredrickson | UnSplash

Conforme registrou o Conexão Política, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira (8), por 9 votos a 2, autorizar que estados e municípios adotem medidas favoráveis a proibição de cultos e missas presenciais durante a pandemia.

A partir de agora, o poder público pode determinar o fechamento de igrejas e demais templos religiosos em todo o país em razão da Covid-19.

A ação, ajuizada pelo PSD e por uma associação de pastores, questionava a proibição de atividades religiosas de modo presencial em São Paulo.

O tema chegou ao plenário da Corte após entendimentos antagônicos dos ministros Kássio Nunes Marques e Gilmar Mendes sobre a realização de atividades religiosas de caráter coletivo.

Veja como votaram os ministros:

Contra a liberação dos cultos na pandemia:

Alexandre de Moraes, Cármen Lúcia, Edson Fachin, Gilmar Mendes (relator do caso), Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Marco Aurélio Mello, Rosa Weber e Ricardo Lewandowski

A favor da liberação:

Dias Toffoli e Kassio Nunes Marques

Saiba mais sobre a decisão da Corte e veja algumas declarações dos ministros clicando aqui.

Jornalista, professor e comentarista político. Cobre os bastidores de Brasília no Conexão Política.