Redes Sociais

Últimas

TSE manda remover propaganda de Haddad que mentia sobre voto de Bolsonaro na Câmara

Marcos Rocha

Publicado

em

TSE manda remover propaganda de Haddad que mentia sobre voto de Bolsonaro na Câmara 16
Imagem: Adriano Machado | Reuters

O ministro Sergio Banhos, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), concedeu uma medida liminar nesta segunda-feira (15) determinando a retirada da propaganda eleitoral do candidato à Presidência Fernando Haddad (PT).

A peça afirma que o adversário na disputa, Jair Bolsonaro (PSL), votou contra lei que protege pessoas com deficiência, mas a informação é falsa, pois o capitão votou a favor e somente se opôs a um trecho da lei.

Segundo o ministro, “se depreende da propaganda em evidência a publicação de fato sabidamente inverídico (fake news) capaz de desequilibrar a disputa eleitoral, consistente na divulgação de que o candidato representante votou contra a Lei Brasileira de Inclusão”.

A coligação de Bolsonaro argumentou ao TSE que a propaganda utiliza conteúdo falso ao afirmar que o candidato votou contra a lei, aprovada à unanimidade na Câmara dos Deputados.

A verdade é que Jair Bolsonaro votou apenas contra um destaque do texto proposto”, disse sua defesa.

Segundo os advogados, Bolsonaro só se opôs a um trecho sobre a “especificidade, à identidade de gênero e à orientação sexual da pessoa com deficiência”.

A peça do PT foi ao ar na TV no sábado (13). No dia seguinte, após Bolsonaro desmentir, a campanha de Haddad retirou do Twitter um post que dizia que o candidato do PSL havia votado contra a LBI, justificando o ato por estar corrigindo uma informação “imprecisa”.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

FALE COMIGO: [email protected] | Editor-chefe do Conexão Política e estudante de Ciências Jurídicas.

Parceiros

alan correa criação de sites