Redes Sociais

China

Trump ordena que fundos de pensão sejam retirados de empresas chinesas

A forma de condução do covid-19 pela China é uma das razões pelas quais o investimento em empresas chinesas não deve ocorrer

Thaís Garcia

Publicado

em

Reprodução

O presidente americano, Donald Trump, está se movimentando para cortar os laços de investimento entre os fundos federais de aposentadoria dos EUA e as ações chinesas, informou a FOX Business.

Na primeira carta escrita nesta segunda-feira (11), obtida exclusivamente pela FOX Business, o consultor de segurança nacional, Robert O’Brien, e o presidente do Conselho Econômico Nacional, Larry Kudlow, escrevem para o secretário do Trabalho dos EUA, Eugene Scalia, afirmando que a Casa Branca não quer o Plano de Poupança, que é um fundo federal de aposentadoria de funcionários para investir em ações chinesas que somam cerca de US $ 4 bilhões em ativos.

A carta diz que o Conselho Federal de Investimento em Aposentadoria (Federal Retirement Thrift Investment Board) está “partindo do índice estabelecido pelo Conselho para o Fundo Internacional de Investimento em Ações (I Fund) para rastrear o que mantém as ações chinesas como arriscadas e injustificadas”. A carta vincula diretamente a forma de condução da epidemia do coronavírus chinês pela China como uma das várias razões pelas quais o investimento em empresas chinesas não deve ocorrer.

Na segunda carta, Scalia escreve a Michael Kennedy, presidente do Conselho Federal de Investimentos para a Aposentadoria, compartilhando a carta de Larry Kudlow e Robert O’Brien, observando que os dois têm “sérias preocupações com o investimento planejado em razão do risco de investimento e da segurança nacional”.

Scalia conclui dizendo que a transferência dos ativos de um determinado fundo está “sob a direção do Presidente Trump”.

O secretário do Trabalho dos EUA quer uma resposta até quarta-feira (13).

 

 

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »
alan correa criação de sites