Redes Sociais

ESTADOS UNIDOS

Trump diz que OMS admitiu que ele está certo em não defender o uso de lockdowns nacionais

Thaís Garcia

Publicado

em

Reprodução

O Presidente dos EUA, Donald Trump, comemorou na segunda-feira (12) as recentes declarações da Organização Mundial da Saúde (OMS) de que os bloqueios de covid-19 por tempo indeterminado são ruins.

“A Organização Mundial da Saúde acabou de admitir que eu estava certo. Os bloqueios estão destruindo países em todo o mundo. A cura não pode ser pior do que o próprio problema. Abram seus estados, governadores democratas. Abra Nova York. Uma longa batalha, mas eles finalmente fizeram a coisa certa!”, escreveu Trump no Twitter.

Durante uma grande manifestação em Sanford, Flórida – a primeira após se recuperar do vírus chinês – Trump criticou o candidato democrata à presidência Joe Biden por dizer em agosto que tentaria impor restrições severas se os cientistas o aconselharem.

“Biden acabaria com a nossa recuperação, atrasaria a vacina, prolongaria a pandemia e aniquilaria a economia da Flórida com um bloqueio draconiano e não científico – isso é o que ele quer fazer, bloquear, bloquear a todos”, disse Trump à multidão.

“E sabe de uma coisa? Se você não se sente bem para sair, fique [em casa], relaxe, fique. Você sabe quais são os grupos de risco, sabe quem são as pessoas mais velhas.”

O enviado da OMS, Dr. David Nabarro, disse esta semana em uma entrevista para o site The Spectator que medidas restritivas de desligamento devem ser usadas apenas como último recurso.

“Nós, da Organização Mundial da Saúde, não defendemos os bloqueios como meio principal de controle desse vírus”, disse Nabarro.

Nabarro disse que restrições rígidas causam danos significativos, particularmente na economia global.

“Os bloqueios têm apenas uma consequência que você nunca deve menosprezar, que é tornar os pobres muito mais pobres”, disse ele.

Ele acrescentou que os bloqueios afetaram severamente os países que dependem do turismo.

“Basta olhar para o que aconteceu com a indústria do turismo no Caribe, por exemplo, ou no Pacífico porque as pessoas não estão tirando férias”, disse Nabarro.

“Veja o que aconteceu com os pequenos agricultores em todo o mundo. Veja o que está acontecendo com os níveis de pobreza. Parece que podemos muito bem ter uma duplicação da pobreza mundial no próximo ano. Podemos muito bem ter pelo menos o dobro da desnutrição infantil.”

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

alan correa criação de sites