Redes Sociais

Política

Sondado para ser um dos candidatos em 2022, Moro defende fim da reeleição

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

Valter Campanato | Agência Brasil

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, fez uma publicação na revista Crusoé defendendo o fim da reeleição para cargos do Executivo.

Segundo ele, a prática “não funcionou bem” no Brasil, além de ser instrumento que “potencializa o surgimento de caudilhos, lideranças populistas ou candidatos a ditadores”.

Na avaliação do ex-juiz, que é sondado como um dos candidatos à Presidência, na corrida eleitoral de 2022, a medida se torna necessária para a proteção da democracia brasileira.

“Durante toda a República, convivemos bem sem a reeleição de presidentes”, escreveu Moro, em referência à emenda aprovada em 1997.

Moro ainda cita uma declaração do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC), que recentemente considerou a aprovação da reeleição como um erro.

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho.

alan correa criação de sites