Redes Sociais

Brasil

Rosa Weber rejeita delação de Eike Batista

O acordo de delação premiada está sob sigilo, contendo 32 cláusulas e 18 anexos.

Tiago Netto

Publicado

em

Valter Campanato | Agência Brasil

A delação premiada de Eike Batista foi rejeitada por Rosa Weber porque algumas de suas cláusulas foram consideradas ilegais.

A ministra devolveu o processo para que a defesa do empresário e a Procuradoria Geral da República, se quiserem, reformulem alguns pontos previstos na colaboração.

O acordo de delação premiada está sob sigilo, tem 32 cláusulas e 18 anexos, que trazem depoimentos e documentos que foram apresentados como provas por Eike.

Foi acertado o pagamento de mais de R$ 800 milhões de multa. O caso está no Supremo porque o empresário citou pessoas com foro privilegiado na Corte.

Entre os pontos que devem ser sofrer ajustes estão a fixação prévia de onde o Eike iria cumprir pena pelos crimes cometidos, a falta de detalhes sobre a destinação de parte da multa voltada para o combate ao coronavírus e ausência de documentos que comprovem o patrimônio.

Este é o primeiro acordo firmado pela gestão de Augusto Aras à frente da PGR.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Colunista do Conexão Política. Brasileiro com muito orgulho e apaixonado por esta nação. Cristão.

alan correa criação de sites