Redes Sociais

Brasil

RJ: Grupo suspeito de envolvimento no assassinato de Marielle Franco é preso

Tiago Netto

Publicado

em

Câmara do Rio | Divulgação

A Polícia Civil e o Ministério Público realizaram uma operação em conjunto, na manhã desta terça-feira (30), contra um grupo que é suspeito de envolvimento na morte da vereadora Marielle Franco.

Segundo a polícia os presos formam um grupo de matadores conhecidos como “Escritório do Crime”, e seriam responsáveis, além da morte de Marielle, pela morte de um empresário na Barra da Tijuca, zona oeste carioca, em 2018.

A polícia informou que chegou ao bando através da quebra de sigilo telefônico e afirma que o grupo era liderado pelo ex-capitão do Bope, Adriano da Nóbrega, e após a sua morte, passou a ser comandado por Leonardo Gouvea da Silva, conhecido como “Mad”.

Além de Mad, também tiveram mandados de prisão expedidos pela Justiça: o irmão do chefe, Leandro Gouvea da Silva, o Tonhão; os ex-PMs João Luiz da Silva, o Gago; Anderson de Souza Oliveira, o Mugão; e Gurgel. Também há um PM da reserva, conhecido como Janjão, com atuação na milícia do Morro do Fubá, em Campinho, na Zona Norte do Rio.

Ao todo foram 6 mandados de prisão e 31 de busca e apreensão. Mad foi preso em sua casa, em Vila Valqueire, zona oeste do Rio.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Colunista do Conexão Política. Brasileiro com muito orgulho e apaixonado por esta nação. Cristão.

alan correa criação de sites