Redes Sociais

Últimas

Realizações do Governo Bolsonaro na última semana completa de setembro

Thaís Garcia

Publicado

em

Realizações do Governo Bolsonaro na última semana completa de setembro 20
Imagem: © Lusa

O presidente Bolsonaro publicou uma thread no Twitter, enumerando alguns feitos de seu governo, na última semana completa de setembro. O presidente e sua equipe técnica de ministros continuam a desenvolver um árduo trabalho, com empenho e muita dedicação ao Brasil.

Mesmo diante de tantos desmandos da esquerda e de “isentões” do congresso e do senado, que travam o desenvolvimento da nação, o Governo Bolsonaro está conseguindo tirar leite de pedra.

Em seguida, alguns feitos do Governo Bolsonaro, na última semana completa de setembro:

1 – 272 mil novos empregos. Na passagem do trimestre terminado em maio para o trimestre encerrado em agosto;

2 – R$500 milhões foram liberados para o Minha Casa Minha Vida;

3 – Mais 9 Concessões de portos (AM, RO, PA, SC, ES, CE). Já são 29 assinaturas em 2019. A novidade também é o investimento em portos exclusivos e estruturados para receber turistas;

4 – A indústria de calçados se recupera em 2019 e está gerando empregos;

5 – Por intermédio do Ministério da Infraestrutura, será dado a continuação do trabalho de construção e reconstituição das rodovias, em muitas delas, com a disposição 24 horas por dia e 7 dias por semana do Exército brasileiro: BR242/TO, BR163/PA, BR070/GO, BR364/AC, BR226/MA, BR116/RS, BR101/ES;

6 – Lançamento do Programas Libras Gov. Interação política dos surdos no Brasil;

7 – Setor imobiliário evolui no 2º trimestre de 2019. Em um mês, foram lançados 16.298 novos imóveis; o segundo maior resultado da série histórica, iniciada em janeiro de 2014;

8 – A Indústria naval cresce. A temporada de cruzeiros 208/2019 gerou 40 mil empregos, direta e indiretamente e impacto econômico foi de R$2,1 bilhões. Anualmente, o Brasil recebe 7 cruzeiros e expandirá para mais de 30, até o final de 2022.

9 – O Ministério do Desenvolvimento Regional – órgão responsável por obras de segurança hídrica, habitação, saneamento, mobilidade, defesa civil, desenvolvimento urbano e regional – junto ao governador de Roraima, inauguraram a 5º fase do sistemas de esgotamento sanitário de Boa Vista, beneficiando centenas de milhares de brasileiros;

10 – O discurso de abertura da ONU, em Nova York. O presidente Jair Bolsonaro disse em seu discurso, que o Brasil não pode aceitar a volta do colonialismo e defendeu a soberania brasileira na Amazônia. O presidente reafirmou o compromisso do país com a preservação do meio ambiente e com o desenvolvimento sustentável da região amazônica.

Além disso, o presidente também reafirmou seu compromisso com os mais altos padrões de direitos humanos, com a defesa da democracia e da liberdade, de expressão, religiosa e de imprensa. Ele criticou a perseguição religiosa em todo mundo e defendeu a criação do Dia Internacional em Memória das Vítimas de Atos de Violência baseados em Religião ou Crença.

Na área econômica, Bolsonaro destacou a abertura comercial brasileira, o programa de concessões e privatização e a ampla agenda internacional do governo “no intuito de resgatar o papel do Brasil no cenário mundial e retomar as relações com importantes parceiros”. A assinatura dos acordos comerciais do Mercosul com a União Europeia e com a Área Europeia de Livre Comércio (EFTA) e a adesão do Brasil à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) foram alguns exemplos dados pelo presidente de que a economia brasileira está reagindo e que o país está reconquistando sua confiança política e econômica.

11 – Construção civil dá sinais de recuperação. De acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), a atividade cresceu 0,8 ponto, em agosto.

12 – Todas as atividades da pecuária tiveram um crescimento no segundo trimestre de 2019, comparados com o mesmo período de 2018. A produção de ovos, cresceu 7,2% e bateu recorde histórico nesse período;

13 – Criação do “ROTA 2030”: programa gerado para pesquisas de inovação, desenvolvimento e meio ambiente;

14 – Apreensões de drogas continuam batendo recordes (maconha/cocaína). O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, divulgou novos dados sobre o volume de cocaína apreendido pela Polícia Federal entre janeiro e julho deste ano. Um recorde de 60,7 toneladas foi capturado pela PF. A comparação é em relação aos os mesmos períodos dos anos anteriores.

15 – A 1ª empresa aérea estrangeira passa a operar no Brasil com voos internacionais. É o primeiro passo para a entrada destas empresas no mercado doméstico nacional. A abertura de concorrência, proporcionará o barateamento do valor das passagens e ampliação da qualidade dos serviços;

16- Quase meio milhão de alunos serão beneficiados pelo projeto do Ministério da Educação, “CIÊNCIA É 10”, nas escolas públicas. 3.920 vagas serão abertas para professores de Ciências, que dão aula para estudantes do 6º ao 9º ano;

17 – A confiança e a intenção de investir cresceram. O índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), calculado pela Confederação Nacional de Comércio de Bens, serviços e Turismo (CNC), subiu 1,3% em setembro ante agosto, alcançando 119,1 pontos. É o maior nível do Icec, desde maio deste ano, quando chegou a 122,4;

18 – Esta semana foi entregue o novo aeroporto de Florianópolis-SC. Até 2022, serão 41 aeroportos no programa de concessões do governo Bolsonaro.

O presidente Jair Bolsonaro e toda a sua equipe de ministros vêm incansavelmente cumprindo suas missões. Não apenas nestas últimas semanas, mas durante os 9 meses de governo, a equipe do Governo segue cada dia mais fortalecida, ganhando a confiança da comunidade internacional e caminhando em direção à esperada transformação do Brasil.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Correspondente Internacional na Europa. Cristã, casada, mãe e bacharel em Relações Internacionais.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites