Redes Sociais

Brasil

Prisão de ex-secretário de Witzel ‘atropelou’ trabalho da PGR que negociava delação premiada, diz revista

Tiago Netto

Publicado

em

Carlos Magno | Governo do Rio

A operação do Ministério Público do Rio, que prendeu na semana passada o ex-secretário de Saúde da gestão de Wilson Witzel (PSC), Edmar Santos,  atrapalhou as negociações do acordo de delação do ex-secretário com a PGR, segundo a revista Veja.

Fontes ouvidas pela revista confirmaram que as negociações entre Edmar e a PGR já estavam avançadas, quando o MP do Rio entrou na frente da procuradoria. Por isso, o pedido da PGR para que o STJ tire da competência estadual as investigações sobre Edmar.

No acordo de delação, o ex-secretário de Saúde do Rio entregaria um conjunto de provas materiais que revelariam em detalhes a participação do governador Wilson Witzel no vasto esquema de corrupção, além de se comprometer a devolver 8,5 milhões de reais à Justiça, segundo a revista.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Colunista do Conexão Política. Brasileiro com muito orgulho e apaixonado por esta nação. Cristão.

alan correa criação de sites