Redes Sociais

Brasil

Polícia Federal deflagra mais uma fase da Operação Arquivo Proibido no combate à pornografia infantojuvenil pela internet

Redação

Publicado

em

Imagem: Reprodução

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta sexta-feira (3), mais uma fase da Operação Arquivo Proibido, com o objetivo de combater a posse e/ou divulgação de imagens e/ou vídeos de pornografia infantojuvenil pela internet.

As investigações são oriundas de inquéritos instaurados pela PF no combate aos crimes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente-ECA.

Na capital cearense, policias federais cumpriram um mandado de busca e apreensão, expedido pela Justiça Federal do Ceará. Não houve prisão em flagrante. No local da busca foram apreendidas mídias, HD´s e telefone celular que serão analisados pelo Setor Técnico Cientifico da PF. A ação de hoje pode resultar em novas diligências, após análise do material apreendido.

O investigado poderá responder pelos crimes de posse e/ou compartilhamento de arquivos de pornografia infantojuvenil, com penas previstas no ECA que variam de 1 a 6 anos de reclusão.

Neste ano, até o momento, a Polícia Federal no Ceará cumpriu 14 mandados de busca e apreensão no âmbito da Operação Arquivo Proibido, iniciada em agosto de 2019, para desarticular esquema de posse e/ou distribuição via internet de arquivos pornográficos contendo imagens de crianças e adolescentes.

Com informações, Polícia Federal no Ceará.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

O Conexão Política é um portal de notícias independente — compromissado em transmitir os fatos. Analisamos e cobrimos os principais assuntos da política. Contribua: apoia.se/conexaopolitica

alan correa criação de sites