Redes Sociais

Últimas

Pesquisa: Partido conservador, Interesse Flamengo, é o maior na Bélgica

Thaís Garcia

Publicado

em

Pesquisa: Partido conservador, Interesse Flamengo, é o maior na Bélgica 21
Imagem: AFP

Uma nova pesquisa revelou que o partido conservador de direita, Interesse Flamengo (Vlaams Belang), é o partido mais popular da Bélgica. De acordo a pesquisa de opinião belga, se as eleições nacionais fossem hoje, o partido conservador de direita conquistaria 24,9% dos votos, tornando-o o maior partido da Bélgica, informou o HLN.

O segundo maior partido, com 22,7% dos votos, é o partido conservador da Nova Aliança Flamenga (N-VA), seguido pelo partido Liberais e Democratas Flamengos (Open VLD) com 13,3% dos votos. Os centristas, cristão-social CD&V e o esquerdista Partido Verde, conquistaram 11% dos votos.

Pesquisa: Partido conservador, Interesse Flamengo, é o maior na Bélgica 22

Gráfico da pesquisa. Imagem: VTM NIEUWS/Het Laatste Nieuws.

Conservadores excluídos
Apesar de ficar em segundo lugar nas eleições federais da Bélgica em 2019, com quase 12% dos votos, o Interesse Flamengo foi excluído das negociações do governo. A iniciativa de excluir o Interesse Flamengo de participar de negociações do governo parece ter energizado mais ainda a base do partido conservador de direita.

Em seu programa de governo, “Missão 2024”, o Interesse Flamengo revelou seu novo slogan, “A única alternativa”.

Durante a inauguração do novo programa político, o presidente do partido, Tom Van Griekan, criticou o acordo entre os partidos do “centrão” do país, que exclui qualquer cooperação com o crescente partido conservador de direita.

Acordo de Coalizão na região de Flandres

Neste domingo (29), os partidos políticos flamengos N-VA, CD&V e Open VLD chegaram a um acordo sobre a formação de um governo regional, após quatro meses de negociações. A região da Flandres era a última da Bélgica, que ainda não tinha governo, após as eleições de 26 de maio, 127 dias atrás.

Nunca demorou tanto tempo para um governo flamengo ser formado, relatou o jornal belga Het Laatste Nieuws. Apenas os cargos ministeriais ainda precisarão ser divididos.

Nesta segunda-feira (30), os partidos, N-VA, CD&V e Open Vld, organizarão uma conferência, na qual os membros das partes deverão aprovar o acordo de coalizão.

Governo Nacional

A Bélgica possui um governo de monarquia constitucional federal parlamentarista. O parlamento bicameral federal é composto de um senado e uma câmara dos deputados. O primeiro é composto por 40 políticos eleitos diretamente e 21 representantes designados pelos parlamentos das 3 Comunidades, 10 senadores cooptados e os filhos do rei, como senadores por direito. Os 150 deputados da câmara são eleitos por um sistema de votação proporcional, em 11 circunscrições eleitorais.

O rei, atualmente Filipe I, é o chefe de Estado, embora dispondo de prerrogativas limitadas. Ele nomeia os ministros, incluindo o primeiro-ministro, que têm a confiança da câmara dos deputados para formar o governo federal. O número de ministros de falantes do holandês e do francês são iguais, conforme prescrito pela constituição.

A Valônia, a região de Bruxelas e a região de língua alemã no leste da Bélgica já tinham um governo. Agora que há um governo em Flandres, parece que as negociações para um governo nacional poderão ser iniciadas.

Se os resultados desta última pesquisa estiverem corretos, há uma chance da Bélgica dar uma guinada para a direita, em um governo futuro próximo.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Correspondente Internacional na Europa. Cristã, casada, mãe e bacharel em Relações Internacionais. Lutando pelos verdadeiros direitos humanos e pela Igreja Perseguida.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites