Onyx Lorenzoni vai à OAB questionar honorários de advogados de agressor de Bolsonaro

Autor: 3 Comentários Compartilhar:
Imagem: Reprodução

O deputado Onyx Lorenzoni e o advogado Adão Paiani protocolaram no Conselho Federal da OAB uma representação contra os advogados de Adélio Bispo de Oliveira, o homem que tentou matar Jair Bolsonaro.

No documento, obtido em primeira mão por O Antagonista, eles alegam que os advogados estão obrigados a informar quem está pagando os honorários da defesa de Oliveira.

“Causa estranheza, perplexidade e fundamentadas dúvidas, não apenas na sociedade, mas no âmbito da própria advocacia, levantando suspeitas sobre a lisura e compatibilidade da atuação dos mesmos”, escrevem.

Eles lembram que Adélio é um homem “alegadamente desempregado, de parcos e inexistentes recursos financeiros”.

“As alegações desencontradas de parte dos referidos advogados, quando questionados sobre a origem dos recursos necessários para o patrocínio da causa, igualmente indicam que os mesmos sequer tiveram tempo de elaborar entre si uma versão comum e razoável.”

Paiani observa que o sigilo de honorários é inerente entre advogado e cliente, mas não se estende a terceiros.

“Entende-se como claro que o sigilo profissional, no caso em comento, restringe-se à relação entre os advogados e seu cliente, não sendo extensivo e oponível ao eventual patrocinador ou patrocinadores dos honorários advocatícios, uma vez que pessoa alheia, em tese, ao delito praticado, e que se presume não ter qualquer interesse direto na causa.”

 


Com informações, O Antagonista

 

Post anterior

Polícia Federal e Ministério Público Federal temem Ciro Gomes presidente

Próximo post

Jair Bolsonaro apresenta melhora intestinal e voltará a receber alimentação via oral, diz boletim médico

Você pode gostar também:

3 Comentários

  1. Casos OAB seja omissa e paternalista que a representava seja encaminhada a Polícia Federal para apurar a conduta dos advogados. Que pelas evidências estão escondendo algo . Isto é muito grave. Nos da sociedade Brasileira queremos urgência por parte da OAB, sob pena desta se tornar desacreditada pelo povo brasileiro.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.