Redes Sociais

Últimas

O terrorismo disfarçado de greve

O soldado do 24º BPM Matheus Lemos Borges, de 25 anos, foi atingido por uma pedrada no olho por marginais que tentavam impedir a saída dos ônibus em Alvorada-RS.

Isaías Aguiar

Publicado

em

Reprodução | Twitter

O dia de “manifestações” de hoje deixa claro quem são os simpatizantes da ditadura.

Poucas pessoas adotaram a ideia de protestar – tornando o ato desta sexta-feira num tremendo fracasso.

Em compensação, os que foram às ruas “defenderem os trabalhadores”, na verdade só atrapalharam. 

Os mesmos fecharam as vias com carros de som e colocaram fogo em pneus – impedindo o transporte público de funcionar.

Além disso, os adeptos ao ato discutiam com pessoas que precisavam chegar ao trabalho.

Houve uma policial esfaqueado, gerente de banco agredido por membros da CUT e até patrimônio público e privado depredados. 

Muitos que iriam para o seu primeiro dia de trabalho, nesta sexta-feira, não conseguiram chegar até o destino.

O ato vergonhoso que dizia ser em prol do trabalhador, só atrapalhou os mesmos. 

Trabalhador de verdade protesta aos domingos – vestindo de verde e amarelo e não atrapalha a vida de quem não quer participar.

Trabalhador de verdade sabe que, para o bem comum não precisa de sindicato.

Toda manifestação deve ser de forma ordeira, com pautas coerentes e não com atos de baderna.

Quem protesta em dia útil, traja vermelho e atrapalha a vida de outras pessoas – defensor da democracia não é.


O Conexão Política é um portal de notícias independente. Ajude-nos a continuarmos com um jornalismo livre, sem amarras e sem dinheiro público »APOIAR

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Mineiro, Administrador de Empresas, cristão e conservador.

alan correa criação de sites