Redes Sociais

Últimas

O que Lula está cogitando sobre 2022

Miguel Gomes

Publicado

em

José Cruz | Agência Brasil

Após ser confirmada a condenação no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ficou impossibilitado de candidatar-se à Presidência da República ou a qualquer outro cargo político.  A medida está sustenta na Lei da Ficha Limpa, Lei Complementar nº. 135 de 2010.

O petista, que ficou preso na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, foi condenado sob acusação de aceitar um Tríplex, em Guarujá, no litoral paulista, como propina paga pela empreiteira OAS em troca de contratos com a Petrobrás. Lula também foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro no caso que envolve o sítio de Atibaia, também no interior de São Paulo.

Apesar disso, ao ser questionado sobre uma possível candidatura em 2022, o ex-presidiário afirmou que a possibilidade existe, a depender de determinadas circunstâncias como a anulação das condenações proferidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

“Vai depender das circunstâncias políticas do momento. Vai depender do PT. Vai depender das candidaturas dentro do PT. Vai depender se for necessário ou não eu ser candidato. Eu tenho certeza que se for para derrotar o tal do bolsonarismo, não tenho dúvida nenhuma que me colocaria à disposição”, afirmou Lula, em entrevista.

Até o momento, o ex-prefeito de São Paulo e candidato derrotado à Presidência em 2018, Fernando Haddad, segue como pré-candidato do PT em 2022.