Redes Sociais

Últimas

“O movimento negro continua disseminando o ódio e a divisão”, afirma Fernando Holiday

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

Imagem: Reprodução | Jovem Pan

O vereador Fernando Holiday (DEM-SP) foi o convidado do programa Morning Show, da rádio Jovem Pan, na tarde desta terça-feira, 20.

Durante a entrevista, o jovem integrante do MBL fez várias críticas ao movimento negro no Brasil.

“Não defendo a história do ‘lugar de fala’. Você não precisa estar dentro daquele grupo pra poder opinar, a partir do momento que você vive em sociedade, você tem seu ponto de vista e a oportunidade de colocar esse ponto. Segregar o debate não é o caminho”, disse Holiday.

Ele também criticou o conceito ‘dívida história’, usado para afirmar que a população do presente deve pagar as injustiças que as populações do passado cometeram contra o povo negro.

“Se existiu uma dívida histórica, ela foi diluída pela miscigenação e pela possibilidade de mobilização social que o capitalismo proporciona”.

Para Fernando Holiday, o líder negro Zumbi dos Palmares é um mito inventado, que foi responsável por estimular ainda mais o racismo e a divisão entre os povos.

Zumbi dos Palmares é uma figura controversa. O pouco que se sabia dele, é que era uma figura autoritária.

O Quilombo dos Palmares invadia outras fazendas com intuito de roubar outros escravos, e não de libertá-los. O Quilombo dos Palmares era uma reprodução das monarquias dos países africanos. O Zumbi é uma criação artificial, numa tentativa de se enxergar nele e no Quilombo uma sociedade marxista.

Temos figuras negras no Brasil que podem representar a luta pela abolição e podem nos lembrar do horror que foi a escravidão, mas criar um mito de tendências ideológicas, como fizeram com Zumbi, não passa de falsidade”, assegurou o líder do MBL.

Como negro, Holiday disse que o movimento é uma mentira, e utiliza a segregação como ponto de partida para conseguir a perpetuação da esquerda no poder.

“O movimento negro continua disseminando o ódio e a divisão. O movimento negro no Brasil é um conto de fadas”, concluiu Holiday.

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho.

alan correa criação de sites