Redes Sociais

Coronavírus

O coronavírus chinês na Rússia

Thaís Garcia

Publicado

em

Imagem: Colagem/Conexão Política

O coronavírus chinês matou mais de 8.400 pessoas e continua se espalhando pelo mundo. A Rússia intensificou suas medidas para combater a pandemia e impedir sua propagação no país. Até agora, foram registrados 147 casos de infecções por coronavírus na Rússia e zero mortes.

A Rússia registrou nesta quarta-feira (18) 33 novos casos de coronavírus chinês, elevando o total de 114 para 147, em relação ao dia anterior e marcando um aumento de 29%, informou o Moscow Times.

Casos de coronavírus chinês no mapa da Rússia. Imagem: Moscow Times.

O presidente russo, Vladimir Putin, ordenou uma votação nacional (plebiscito) em 22 de abril sobre emendas constitucionais, que lhe permitiria concorrer novamente à presidência. Ele disse que a votação será adiada se a pandemia de coronavírus exigir.

Leia também: Vladimir Putin poderá permanecer como presidente da Rússia até 2036

Medidas

Segundo o Moscow Times, a Rússia vem tomando medidas para conter a disseminação do vírus. Abaixo estão as mais recentes respostas do país ao coronavírus chinês:

– O gabinete do primeiro-ministro, Mikhail Mishustin, revelou uma série de novas medidas econômicas e regulatórias para reduzir o impacto do coronavírus, incluindo a criação de um fundo anticrise de 300 bilhões de rublos (US $ 4,05 bilhões) para apoiar os cidadãos russos e a economia russa e compensar cidadãos em quarentena, incluindo freelancers e trabalhadores independentes, pela perda de renda.

– As companhias aéreas da Rússia podem perder 100 bilhões de rublos (US $ 1,4 bilhão) devido ao surto de coronavírus e correr o risco de falir, disse à Interfax o chefe da Agência Federal de Transporte Aéreo da Rússia, também conhecida como Rosaviatsiya.

– A Rússia limitará os voos para os Estados Unidos, Grã-Bretanha e Emirados Árabes Unidos a partir de sexta-feira (20), ordenou o primeiro-ministro Mikhail Mishustin.

– Os turistas russos na Europa estão presos no exterior porque os voos foram cancelados e as fronteiras fechadas devido à crise do coronavírus, disse uma porta-voz do sindicato da indústria de viagens da Rússia à Interfax.

– O Ministério da Energia da Rússia suspendeu a maioria de suas viagens de negócios internacionais e estrangeiras, com exceção de casos urgentes, para impedir a propagação do coronavírus, disse o vice-ministro da Energia, Anastasia Bondarenko.

– O Rospotrebnadzor, órgão de defesa do consumidor da Rússia, ordenou que as regiões da Rússia testassem todos os que estiveram na Europa nas últimas duas semanas para o coronavírus.

– O Ministério da Agricultura da Rússia ordenou que todas as regiões da Rússia preparassem um suprimento de alimentos por dois meses para evitar a escassez.

– O ministro da Educação, Sergei Kravtsov, informou que as escolas russas fecharão por três semanas, de 23 de março a 12 de abril, para impedir a propagação do coronavírus chinês.

– O prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, pediu aos empregadores que permitam que seus funcionários trabalhem em casa para evitar a propagação da infecção.

– O Serviço Penitenciário Federal disse que suspenderá indefinidamente as visitas aos reclusos em centros de detenção e prisões pré-julgamento.

– Enquanto o país enfrenta a pandemia de coronavírus chinês, prisioneiros, estudantes e militares russos produzirão máscaras médicas e outros equipamentos, informou o site de notícias da RBC.

– Jornalistas credenciados de meios de comunicação estrangeiros foram proibidos de entrar na Câmara Baixa russa por causa do coronavírus, disse o correspondente russo da BBC, Pyotr Kozlov. “Jornalistas da mídia russa ainda podem entrar”, acrescento Kozlov.

– Funcionários da administração presidencial e jornalistas que cobrem as próximas viagens do presidente Vladimir Putin estão sendo testados quanto ao coronavírus chinês, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

– A Rússia tem uma rede de câmeras de reconhecimento facial em Moscou, que detectou mais de 200 pessoas que violaram ordens de quarentena por estarem infectadas com o vírus, segundo o chefe de polícia da cidade, Oleg Baranov.

– As embaixadas e consulados da Rússia suspenderam o processamento de documentos e a emissão de todos os tipos de vistos, incluindo vistos eletrônicos, disse o Ministério das Relações Exteriores. O ministério disse que há um pequeno número de exceções, incluindo diplomatas e pessoas que participam de funerais de parentes próximos na Rússia.

– A Igreja Ortodoxa Russa está instigando uma lista sem precedentes de medidas com o objetivo de impedir a propagação do coronavírus em seus espaços sagrados em todo o país, afirmou em comunicado.

– Todos os jogos de futebol, hóquei e basquete serão suspensos na Rússia até 10 de abril, informou a agência de notícias estatal TASS, citando uma fonte das ligas nacionais da Rússia. A União Russa de Futebol confirmou a notícia.

Preocupação

É particularmente preocupante que, com as estreitas relações com a China, a Rússia tenha relatado apenas 147 casos e nenhuma morte. Embora seja possível que esse número baixo reflita seu controle e triagem ativos nas fronteiras, há a preocupação de que isso reflita uma falta de triagem ou uma falta ou omissão de relatórios. Combinado com as evidências recentes de que a Rússia esteve por trás de várias campanhas recentes de desinformação do coronavírus chinês, isso levanta a preocupação de que a Rússia possa estar jogando um jogo perigoso com a saúde global.

O mundo espera que os dados anunciados pela Rússia sejam simplesmente um bom resultado do controle de fronteira ou baixas taxas de testes, mas o tempo dirá.

O Coronavírus chinês é uma pandemia em desenvolvimento dinâmico que exigirá o esforço conjunto de todo o mundo para controlá-la.

 

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

alan correa criação de sites