Redes Sociais

Mundo

Nova descoberta de petróleo coloca o Suriname como a nova promessa sul-americana do recurso mineral

Thaís Garcia

Publicado

em

Imagem: Reprodução

A empresa francesa Total e a Apache, uma operadora americana, encontraram um novo grande campo de petróleo e gás na costa do Suriname. Uma nova descoberta que coloca o Suriname como a nova promessa sul-americana do petróleo.

As descobertas estão em uma área conhecida de Keskesi East-1 no bloco 58 e foram divulgadas em um comunicado de imprensa na quinta-feira (14).

Esta é a quarta descoberta feita na área depois dos poços de exploração Maka Central, Sapakara West e Kwaskwasi.

Kevin McLachlan, vice-presidente da Total, disse que a descoberta aumenta as reservas comprovadas de petróleo.

“Também estamos entusiasmados, como o novo operador de bloco, para iniciar as operações de avaliação destinadas a caracterizar as descobertas de 2020, enquanto, em paralelo, começamos uma segunda campanha de exploração neste prolífico bloco em 2021.”

Enquanto isso, na Venezuela, a PDVSA definha como empresa destinada a recorrer à ilegalidade para manter a produção de petróleo de Pirro.

Antes da última descoberta, a Apache e a Total já haviam feito três descobertas de petróleo no Bloco 58. Com esses novos poços, o Suriname estava surgindo como o novo concorrente da Venezuela em questões de petróleo dentro da comunidade. O bloco faz parte da prolífica bacia Guiana-Suriname e é vizinho do bloco Stabroek, que até agora produziu uma dúzia de descobertas de petróleo. As empresas Exxon e Hess participaram desses esforços.

As duas petroleiras desenvolvem a exploração de um depósito com mais de 5 bilhões de barris de petróleo.

No mês passado, a Exxon e sua parceira Petronas disseram ter descoberto petróleo e gás na costa do Suriname.

Essas descobertas se somam às numerosas descobertas da Exxon na costa da Guiana, na mesma bacia Guiana-Suriname.

“Nossa primeira descoberta no Suriname amplia a posição de liderança da ExxonMobil na América do Sul, com base em nossos investimentos bem-sucedidos na Guiana”, disse Mike Cousins, vice-presidente sênior de exploração da empresa, no mês passado.

A bacia offshore da Guiana é uma das prioridades de investimento de curto prazo da Exxon, disse a gigante do petróleo em novembro, quando anunciou seu orçamento de capital para os próximos cinco anos.

A Exxon anunciou sua 18ª descoberta de petróleo no início de setembro. As novas jazidas naquele país somam-se à estimativa anterior de mais de 8 bilhões de barris de recursos recuperáveis ​​descobertos na área.

Com informações, OilPrice.

alan correa criação de sites