Redes Sociais

Mundo

‘Não quero parar de lutar pelos meus valores cristãos’, diz CEO de chocolataria boicotada pela Swiss Air por ser cristão

Thaís Garcia

Publicado

em

'Não quero parar de lutar pelos meus valores cristãos', diz CEO de chocolataria boicotada pela Swiss Air por ser cristão 14
Imagem: Bild: Gaetan Bally/Keystone

A Swiss International Air Lines decidiu deixar de fornecer aos seus passageiros doces feitos pela fabricante de chocolate Läderach por seu dono ser um cristão. A empresa fornecia caixas de chocolate à companhia aérea há mais de 10 anos.

A empresa aérea rompeu com a fabricante de chocolates sofisticados em novembro do ano passado e o doce será eliminado até abril de 2020, de acordo com o Life Site News.

A revista suíça Beobachter informou que a Swiss Air emprega um número significativo de homossexuais, o que, segundo a empresa aérea, “contraria as crenças centrais da Läderach”.

A empresa tem uma longa história de fabricação de chocolate suíço de luxo, mas também defende os direitos à vida e o casamento entre um homem e uma mulher.

O CEO, Johannes Läderach, assumiu o cargo de seu pai, Jürg, em 2018. Jürg Läderach foi o presidente da filial suíça do ‘Cristianismo para Hoje’ (CFT). A organização faz campanhas pela proteção da vida e da educação moldadas pelos valores cristãos.

Jürg Läderach é tesoureiro da associação anti-aborto Marcha Pela Vida e Johannes também atua no conselho da CFT.

“Eu entendo se as pessoas valorizam o direito da mulher de escolher mais do que o direito à vida de uma criança ainda não nascida. Mas peço entendimento para minha opinião. Estou autorizado a ter uma opinião diferente”, afirmou Johannes.

Houve atos de vandalismo em sete lojas da Läderach.

“Eu aceito que minhas opiniões provocam resistência. Mas não é aceitável que os funcionários tenham que viver com medo. Os negócios continuaram a crescer em 2019, mas temos clientes que não compram mais de nós. No entanto, novos clientes entraram na loja, que estavam lamentando o conflito”, disse Johannes.

Apesar da publicidade negativa, a Läderach disse que não vai mudar de opinião nem dar as costas às organizações cristãs.

“Não quero parar de lutar pelos meus valores cristãos apenas porque estamos tendo sucesso como empresa. Em última análise, o que conta não é a quantidade de lucro que obtemos, mas se mantemos nossas convicções”, afirmou.

A recente iniciativa da Swiss Air provocou muitos comentários nas redes sociais. Uma campanha de apoio à chololataria Läderach foi iniciada: #JeSuisLäderach (Eu sou Läderach).

“Você já ouviu falar desta fabulosa empresa de chocolates …. Você sabe o que fazer… compre #Laderach”, tuitou o advogado do Estado Católico.

Obianuju Ekeocha postou seu apoio ao CEO provida da chocolataria.

“A Swiss Air Lines descarta o fornecedor de chocolate sobre a afiliação do proprietário ao grupo cristão provida. Que Que vergonha @FlySWISS”.

Marcella Covello tuitou: “Adeus, Swiss Air. Estou comprando chocolate Läderach. A Swiss Air está eliminando a Läderach, porque eles patrocinam a vida e a família”.

Um porta-voz da Swiss Air reagiu em um comunicado à CBN News.

“Em geral, trabalhamos em conjunto com vários fabricantes suíços de chocolate e revisamos regularmente nosso portfólio de produtos. A cooperação com a Läderach foi encerrada em novembro. Qualidade, vários aspectos econômicos e ajuste da marca são decisivos para a seleção. Firmar ou encerrar uma cooperação faz parte de uma prática comercial padrão”, escreveu a Swiss Air.

 

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Correspondente Internacional na Europa. Cristã, casada, mãe e bacharel em Relações Internacionais.

Parceiros

alan correa criação de sites