Redes Sociais

EUA

Minnesota anuncia maior mobilização da Guarda Nacional desde a Segunda Guerra Mundial

Guilherme L. Campos

Publicado

em

Em mais uma noite de caos — a quarta, o governador do estado de Minnesota, Tim Walz, disse hoje que mobilizará totalmente a Guarda Nacional no estado para combater o que ele chamou de um grupo “fortemente controlado” de agitadores externos, alguns deles de fora do estado, que transformaram as ruas da cidade em cenas de saques e incêndios criminosos.

A mobilização total vai trazer outros 1.000 soldados da Guarda Nacional para as cidades, suplementando uma força de 700 já ativos, essa é a maior ação policial da história do estado. Autoridades disseram que essa será a primeira mobilização completa da Guarda Nacional em Minnesota desde a Segunda Guerra Mundial.

Governador: tentativa organizada de desestabilizar a sociedade

“Nossas cidades de Minneapolis e St. Paul estão sob ataque”, disse Walz, sugerindo que um número crescente de manifestantes vem de fora da cidade, e possivelmente fora do estado, no que ele chamou de “uma tentativa organizada de desestabilizar a sociedade civil.”

O governador Tim Walz se dirigiu à mídia por volta das 1h30 da madrugada do sábado no Centro de Operações de Emergência do Estado sobre a situação de seu estado.

“Isso não é sobre a morte de George. É sobre o caos causado. ”

Pentágono se prepara para enviar exército

Algumas horas antes, a Associated Press informou que o Pentágono havia recebido ordens da Casa Branca para preparar tropas para serem enviadas para a região alvo dos extremistas em Minnesota, uma medida rara. As autoridades dizem que os soldados do Exército dos EUA podem chegar em até quatro horas, quando acionadas.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Católico, Conservador, Correspondente Internacional, Observador Político e criador do 'The Right Talking'. Atualmente vive no estado da Pensilvânia, Estados Unidos.

alan correa criação de sites