Redes Sociais

Últimas

Ministro Ramos critica cobertura da imprensa sobre coronavírus: “Só caixão e morto”

Marcos Rocha

Publicado

em

Ueslei Marcelino | Reuters

Nesta última quarta-feira (22), o ministro-chefe da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos, criticou a cobertura da imprensa sobre a pandemia de Covid-19. De acordo com ele, a mídia tem feito uma veiculação maciça de fatos negativos.

Durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto, Ramos afirmou ter absoluta certeza que a imprensa tem um papel fundamental para levar as pessoas a se sentirem melhor. “Depois o pessoal acha que o presidente Bolsonaro exagera em alguns comentários”, disse o general, ressaltando que é preciso divulgar as notícias boas.

“Respeitamos a liberdade de imprensa, porém temos observado cobertura maciça de fatos negativos. Temos pessoas muito suscetíveis a essas notícias negativas. No jornal da manhã é caixão e corpo, na hora do almoço é caixão e corpo, de noite é número de mortos, caixão e corpo. Como é que os senhores acham que uma senhora de idade, uma pessoa humilde ou uma pessoa que sofre de outra enfermidade, ela se sente com essa maciça divulgação dos fatos negativos? Não está ajudando”, declarou.

Ainda segundo o general, a imprensa precisa publicar reportagens em que não cite apenas o número de mortes, mas também o de curados. Ramos também pediu mais destaque ao trabalho dos profissionais de saúde, que ele classificou como “coisa maravilhosa”.

O Ministério da Saúde começou a informar o número de recuperados no dia 8 de abril. De acordo com a última atualização, 25.318 pessoas se curaram da infecção, número que representa 55,3% do total de registros.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

FALE COMIGO: [email protected] | Editor-chefe do Conexão Política | Residente e natural de Campo Grande/MS

alan correa criação de sites