Redes Sociais

Brasil

Marcos do Val pede que Jean Wyllys esclareça suposta relação com facada em Bolsonaro

Tiago Netto

Publicado

em

Vanessa Ataliba/Brazil Photo

O senador Marcos do Val (Podemos-ES) protocolou na noite de segunda (27), um pedido no Senado para que o ex-deputado federal Jean Wyllys, preste esclarecimentos sobre a tentativa de homicídio contra o presidente Jair Bolsonaro.

Segundo o portal Pleno News, o fato foi motivado pelo depoimento de uma nova testemunha do caso que ligou Adélio Bispo, ao ex-parlamentar do PSOL.

A testemunha em questão, chamado Luciano de Sá Carvalho e conhecido pela alcunha de “mergulhador”, disse em uma live com o jornalista Oswaldo Eustáquio, no último domingo (26), que conhecia Adélio e que o autor da facada contra Bolsonaro já havia visitado o gabinete de Jean em 2013.

Depois da live, Luciano foi chamado por um delegado da PF para prestar depoimento. Os registros que comprovam a ida de Adélio Bispo à Câmara em 2013 de fato existem, mas o local exato de sua visita foi apagado do sistema da Casa, segundo o portal.

Apesar disso, Luciano garante que o próprio Adélio confirmou a ele que foi por duas vezes ao gabinete do psolista.

– Já estive com Jean Wyllys no anexo 4 da Câmara dos deputados por duas vezes. Você precisa conhecer ele – disse Adélio a Luciano.

Atualmente, Wyllys mora na Alemanha, ele renunciou ao cargo de deputado em 29 de janeiro de 2019, sob a alegação de que estava sofrendo ameaças em razão de seu posicionamento político.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Colunista do Conexão Política. Brasileiro com muito orgulho e apaixonado por esta nação. Cristão.

alan correa criação de sites