Redes Sociais

Política

Maia reforça crítica de Aras à Lava Jato: “MPF não gosta de ser fiscalizado”

Marcos Rocha

Publicado

em

José Cruz | Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reforçou as críticas feitas pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, à Operação Lava Jato.

Durante entrevista à Band, Maia afirmou que tem a impressão de que o Ministério Público não gosta de ser fiscalizado.

“A crítica que eu faço é exatamente que me dá a impressão muitas vezes que o Ministério Público é um órgão fundamental para o nosso país, para a nossa democracia, para o nosso futuro, para o nosso desenvolvimento. Claro, o trabalho que eles fazem é fundamental. Mas a impressão que me dá é que não gostam de ser fiscalizados, muitas vezes”, declarou.

O parlamentar também criticou o fato de Aras não ter acesso a informações dentro da estrutura do MPF, e que, ao contrário do que ocorre no CNJ, há poucas punições no Ministério Público.

E acrescentou: “Em determinado momento, qualquer coisa que a gente ia votar tinha uma coletiva lá do pessoal de Curitiba, ‘não pode votar isso, não pode votar aquilo’, como se fossem um árbitro, uma figura acima do bem e do mal.”

Leia também:

‘Agora é hora de corrigir os rumos para que o lavajatismo não perdure, diz Augusto Aras

Força-tarefa da Lava Jato repudia e chama de inverídicas as acusações de Augusto Aras

 

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

FALE COMIGO: [email protected] | Editor-chefe do Conexão Política | Residente e natural de Campo Grande/MS

alan correa criação de sites