Redes Sociais

Brasil

Maia nega haver acordo para beneficiar policiais na reforma da Previdência

Redação

Publicado

em

Maia nega haver acordo para beneficiar policiais na reforma da Previdência 16
Foto: Reprodução / Internet

Rodrigo Maia, presidente da Câmara, negou haver um acordo para reduzir a idade mínima de aposentadoria para policiais federais na proposta da reforma da Previdência.

Segundo Maia, não é possível construir um acordo que prejudique a economia prevista, porque, se uma categoria for beneficiada, outras também reivindicarão os mesmos benefícios e isso poderia gerar um efeito cascata e descaracterizar o projeto.

Maia afirmou que deverá ser mantida a regra que prevê idade mínima de 55 anos para ambos os sexos e 30 anos de tempo de contribuição. Segundo o presidente da Câmara, também permanecerá no texto a vinculação dos policiais militares e bombeiros militares com as regras das Forças Armadas, como proposto pelo Executivo.

“Todo bom acordo que não descaracterize o projeto, estamos dispostos a fazer, mas não há acordo. Não acredito que o governo esteja trabalhando para o destaque ser aprovado, ou seja, derrubar as categorias do texto, isso seria uma sinalização ruim no Plenário porque, se uma categoria sair, vão sair todas. Ninguém está satisfeito com a regra de transição”, declatou Rodrigo Maia.

“Se todas as categorias vão ter um pedágio de 100%, se todos os brasileiros vão ter um pedágio de 100%, a nossa proposta também para as polícias precisa sair da mesma premissa”, concluiu.


O Conexão Política é um portal de notícias independente. Ajude-nos a continuarmos com um jornalismo livre, sem amarras e sem dinheiro público » APOIAR

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

O Conexão Política é um portal de notícias independente — compromissado em transmitir os fatos. Analisamos e cobrimos os principais assuntos da política. Contribua: apoia.se/conexaopolitica

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites