Redes Sociais

Brasil

Justiça nega prisão domiciliar para Sérgio Cabral

Tiago Netto

Publicado

em

Reprodução

Usando como justificativa a pandemia do coronavírus, a defesa do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, tentou um recurso para converter a prisão preventiva em domiciliar, mas o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) negou o pedido nesta última segunda-feira (20).

A decisão é referente ao procedimento no qual o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) denuncia um ex-procurador-geral de Justiça, que já foi solto por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), por receber propina de Cabral entre 2009 e 2012.

Cabral é diabético e pode ser enquadrado como grupo de risco para infecção por covid-19. Em sua decisão, o magistrado ressaltou que todos estão sujeitos aos riscos da doença, principalmente os profissionais de saúde.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Colunista do Conexão Política. Brasileiro com muito orgulho e apaixonado por esta nação. Cristão.

alan correa criação de sites