Redes Sociais

Últimas

“Juiz não pode ser chefe de força-tarefa”, diz Gilmar Mendes em indireta a Sergio Moro

A declaração do ministro se deu durante sessão de julgamento na Segunda Turma do STF, nesta terça-feira (11)

Marcos Rocha

Publicado

em

Dida Sampaio | Estadão Conteúdo

Nesta terça-feira (11), durante sessão de julgamento na Segunda Turma do STF, o ministro Gilmar Mendes mandou indireta ao ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública).

Gilmar afirmou que “juiz não pode ser chefe de força-tarefa”.

A declaração do magistrado se deu durante seu voto contra o recebimento de denúncia contra integrantes do chamado ‘quadrilhão do PP’.

“A não ser que haja tribunais destinados a condenar nesse modelo de colaboração que se está a desenvolver, em que juiz chefia procurador. Não é o caso desta Corte, não é o caso deste colegiado. Juiz não pode ser chefe de força-tarefa”, disse.

Gilmar não citou nomes tampouco fez referência direta às mensagens privadas vazadas pelo ‘Intercept Brasil’.


O Conexão Política é um portal de notícias independente. Ajude-nos a continuarmos com um jornalismo livre, sem amarras e sem dinheiro público » APOIAR

 

CONTATO: [email protected] | Editor-chefe do Conexão Política, residente e natural de Campo Grande/MS, assistente de gabinete junto ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ/MS) e estudante de Ciências Jurídicas.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites