Redes Sociais

Brasil

Jovem picado por naja é indiciado por tráfico de animais e maus-tratos

Tiago Netto

Publicado

em

Instituto Butantan | Divulgação

A Polícia Civil do Distrito Federal concluiu, nesta quinta-feira (13), o inquérito que investiga suposto esquema de tráfico de animais silvestres e exóticos.

O estudante de medicina veterinária Pedro Henrique Krambeck, picado por uma cobra naja, foi indiciado por tráfico de animais, associação criminosa, maus-tratos e exercício ilegal da medicina veterinária.

Outras onze pessoas também foram indiciadas, entre elas a mãe e o padrasto de Pedro Henrique, que poderão responder por associação criminosa, tráfico, maus-tratos, fraude processual e corrupção de menores.

Segundo a investigação, ambos tinham conhecimento dos crimes e auxiliavam o filho nos atos ilícitos.

Sete amigos de Pedro, a professora dele, Fabiana Volkweis e uma funcionária do Ibama também foram indiciados por ajudá-lo.

O caso será enviado à Justiça e os promotores do Ministério Público do DF decidirão se os envolvidos serão denunciados.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Colunista do Conexão Política. Brasileiro com muito orgulho e apaixonado por esta nação. Cristão.

alan correa criação de sites