Redes Sociais

Mundo

Johnson & Johnson interrompe testes da vacina contra covid-19 após participante de ensaios clínicos apresentar “doença inexplicável”

Thaís Garcia

Publicado

em

Imagem: Reprodução

A Johnson & Johnson interrompeu os testes clínicos de sua vacina experimental contra o vírus chinês devido a “uma doença inexplicável” em um dos participantes do estudo, anunciou a empresa na segunda-feira (12).

“Interrompemos temporariamente a dosagem adicional em todos os nossos ensaios clínicos de vacinas COVID-19, incluindo o ensaio coletivo de Fase 3, devido a uma doença inexplicada em um participante do estudo”, escreveu a empresa em um comunicado.

A empresa não divulgou detalhes sobre a doença relatada, mas disse que o participante está sendo avaliado por uma comissão de monitoramento interno e médicos.

“Devemos respeitar a privacidade deste participante. Também estamos estudando mais sobre a doença deste participante e é importante ter todos os fatos antes de compartilhar informações adicionais”, escreveu a Johnson & Johnson.

A pausa no estudo foi relatada pela primeira vez pelo Stat News.

A empresa disse em seu comunicado que as doenças durante os testes clínicos não são incomuns.

“Eventos adversos – doenças, acidentes, etc. – mesmo aqueles que são graves, são uma parte esperada de qualquer estudo clínico, especialmente grandes estudos.”

A Johnson & Johnson começou a inscrever voluntários em seu estudo de Fase 3 em 23 de setembro. Os pesquisadores planejavam inscrever 60.000 participantes nos Estados Unidos e em outros países.

Outros casos

Em setembro, um grande estudo de outra vacina contra Covid-19 que estava sendo desenvolvida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford foi suspenso por causa de uma reação adversa em uma paciente no Reino Unido. Acredita-se que a paciente teve mielite transversa, uma inflamação neurológica na coluna que causa lesão na medula espinhal com vários graus de fraqueza, alterações sensoriais e disfunção autonômica. Os estudos da vacina foram retomados cerca de uma semana depois de ter sido suspensa no Reino Unido e, desde então, também foram reiniciados em outros países. No entanto, permanece interrompido nos Estados Unidos.

 

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

alan correa criação de sites