Redes Sociais

Mundo

Ivanka Trump revela oficialmente sua posição sobre o aborto: ‘assumidamente pró-vida’

Thaís Garcia

Publicado

em

Evan Vucci / Associated Press

O Real Clear Politics publicou na quinta-feira (29) uma entrevista com a assessora da Casa Branca e filha do Presidente dos EUA, Donald Trump, na qual Ivanka Trump foi questionava sobre sua posição sobre o aborto. Ela se declarou assumidamente pró-vida.

“Respeito todos os lados de uma discussão muito pessoal e sensível, mas também sou mãe de três filhos, e a maternidade me afetou profundamente em termos de como penso sobre essas coisas. Sou pró-vida, e assumidamente assim.”

Ivanka sempre evitou assumir publicamente uma postura firme sobre o assunto, enquanto seu pai se declarou pró-vida na campanha à presidência de 2016.

A revelação da filha do Presidente dos EUA já está recebendo críticas da grande mídia. A Forbes relatou sua recém-revelada posição como de alguém que “mina seus esforços para ajudar no desenvolvimento das mulheres”.

O Daily Mail relatou que um assessor da Casa Branca disse que a declaração de Ivanka era uma convicção pessoal e que “grande parte disso se deve por causa das medidas de extrema-esquerda contra o aborto do Partido Democrata” .

A RealClearPolitics também informou na quinta-feira que Ivanka se considera “uma pragmática” e se diz “uma republicana-Trump”.

“Acho que muitos desses rótulos, para ser bem honesta, são realmente limitantes em termos de como você se considera ou de como você se identifica”, disse ela. “Mas eu não rejeito esse rótulo de forma alguma.”

‘Tomei a pílula vermelha’

Uma inevitabilidade dos últimos quatro anos, Ivanka também foi alvo de ataques da mídia; e isso foi um choque para ela. “Não sabia que tanta tinta podia ser derramada ao escrever tantas histórias, nenhuma das quais baseada em fatos prováveis ​​ou mesmo em fatos em geral”, disse Ivanka durante a entrevista, referindo-se especificamente de como a mídia criou uma narrativa sobre sua família durante a investigação na Rússia.

No entanto, todos esses ataques midiáticos apenas colaboraram para que Ivanka se tornasse mais conservadora.

Em maio deste ano, o CEO da Tesla, Elon Musk, aparentemente frustrado com o lockdown obrigatório que fechou suas fábricas na Califórnia, tuitou uma referência à “Matrix” sobre ‘tomar a pílula vermelha’.

“Tome a pílula vermelha”, escreveu Musk, uma referência da direita de rejeitar o liberalismo e abraçar um despertar conservador.

“Tomei!”, reagiu Ivanka ao tweet de Musk.

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

alan correa criação de sites