Redes Sociais

Brasil

Incêndio no Museu Nacional não foi criminoso, aponta Polícia Federal

Tiago Netto

Publicado

em

Tânia Rêgo | Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) encerrou, nesta segunda-feira (6), a investigação para apurar as causas do incêndio no Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), ocorrido no dia 2 de setembro de 2018.

O inquérito concluiu que o incêndio se iniciou em um aparelho de ar condicionado no Auditório Roquette Pinto, no primeiro andar, bem próximo à entrada principal do museu.

A PF descartou a hipótese de que o incêndio tenha sido criminoso, ou seja, provocado de forma proposital.

O inquérito também concluiu que não houve omissão dos gestores.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Colunista do Conexão Política. Brasileiro com muito orgulho e apaixonado por esta nação. Cristão.

alan correa criação de sites