Redes Sociais

Japão

Pena de morte para homem que assassinou 19 pessoas com deficiência no Japão

Thaís Garcia

Publicado

em

Imagem: © REUTERS

Nesta segunda-feira (16), Satoshi Uematsu, 30 anos, foi condenado à morte por assassinar 19 pessoas com deficiência em 2016. Foi um dos piores assassinatos em massa desde 1945 no Japão.

Com uma faca, Uematsu matou 9 homens e 10 mulheres enquanto dormiam.

As vítimas foram assassinadas em um centro de atendimento para pessoas com deficiência intelectual em Sgamihara, a sudoeste de Tóquio.

As fotos e filmagens de seu rosto sorridente após sua prisão em 2016 percorreram por todo o mundo através das redes sociais e sites de notícias.

Durante o interrogatório, o assassino disse à polícia que não estava arrependido.

Uematsu disse que agiu com o desejo de “salvar” pessoas com deficiências graves. Ele já havia abordado o parlamento japonês (Kokkai) com uma proposta de estabelecer em lei que a eutanásia, por “misericórdia”, deveria ser aplicada a pessoas com deficiência.

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

alan correa criação de sites