Redes Sociais

Brasil

Governo Federal prepara retomada do crescimento socioeconômico

Programa Pró-Brasil tem o objetivo de integrar ações estratégicas para recuperação em resposta aos impactos causados pelo coronavírus

Redação

Publicado

em

Imagem: Anderson Riedel/PR

Em coletiva realizada nesta quarta-feira (22), no Palácio do Planalto, o ministro da Casa Civil, Walter Braga Netto, apresentou o programa Pró-Brasil, cujo objetivo é integrar e aprimorar ações estratégicas pra recuperação e retomada do crescimento socioeconômico em resposta aos impactos causados pelo coronavírus chinês.

“Essa é um programa de crescimento socioeconômico. É para toda essa infraestrutura que foi atingida pelo novo coronavírus. Todos os ministérios estão envolvidos”, explicou, acrescentando que a primeira reunião do programa será realizada na próxima sexta-feira (24).

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, destacou que, no ano passado, o Governo Federal se preparou para dar um salto, e parte do esforço financeiro voltado para o combate ao coronavírus só foi possível graças às medidas tomadas no ano passado, como a ‘desalavancagem’ de bancos públicos, esforço no controle de gastos e redução de juros.

“Essas economias, sobretudo com a aprovação da Reforma da Previdência, foram fundamentais para que a gente tivesse condições de fazer esse enfrentamento. Temos a compreensão de que vai ser necessário já pensar o que vamos fazer para a retomada, e é por isso que surgiu o Pró-Brasil”, esclareceu.

A Casa Civil ainda anunciou a repatriação, nesta quarta-feira, de 120 brasileiros dos Emirados Árabes, e quatorze da França, além de sete ônibus provenientes da Bolívia, de onde chegarão mais dez ônibus ainda neste dia. Até agora, segundo Braga Netto, mais de 16 mil brasileiros foram repatriados.

“Hoje, também, a Caixa Econômica está pagando mais uma parcela do auxílio de R$ 600 a 7,2 milhões de brasileiros. Até sexta-feira, será concluída a análise cadastral de mais 16,1 milhões de pessoas que pediram o beneficio pelo aplicativo do celular”, adicionou.

Turismo

Durante a coletiva, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, anunciou uma medida provisória que garantirá ao Fundo Geral do Turismo (Fungetur) crédito extraordinário de pelo menos de R$ 5 bilhões, que deve atender desde o microempreendedor individual até pequenas, médias e grandes empresas.

“Sem a sobrevivência do setor, não vai existir a retomada”, disse, esclarecendo que o crédito deve se destinar sobretudo a capital de giro para o setor do Turismo.

Infraestrutura

De acordo com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, a primeira carga de equipamentos de proteção individual vinda da China deve chegar ao Brasil na próxima segunda-feira (27). Está previsto o recebimento de 17 milhões de máscaras nesse primeiro, dos 40 voos esperados.

“Acho que a coisa vai fluir com mais naturalidade (após o primeiro voo), já estamos com todos os detalhes dessa contratação dessa operação de guerra prontos. E nós vamos entrar agora também apoiando determinados entes subnacionais, apoiando o transporte, como o caso da prefeitura do Rio”, adicionou.

Saúde

O ministro Nelson Teich explicou que a pasta irá atuar em três esferas: informação, infraestrutura e criação de uma diretriz que permita a estados e municípios a criação de políticas de isolamento ou distanciamento.

Em relação à informação, será criado um banco de dados ligados a hospitais e estados para se trabalhar, junto outros ministérios, melhor a informação. A infraestrutura diz respeito a como o sistema atende as pessoas, os recursos humanos empenhados, hospitais, ventilação mecânica.

Teich ainda anunciou o general Eduardo Pazuello como o novo secretário-executivo da Pasta. “Nos poucos dias em que estou aqui, tenho a impressão de que a gente tem que ser muito mais eficiente do que a gente é hoje. A gente está falando em logística, de compra, de distribuição, e ele é uma pessoa muito experiente nisso.”

Nelson Teich declarou que o Brasil tem o melhor desempenho contra a Covid-19. Afirmou que, diante de 2.700 mortes, o País tem 24.300 pessoas curadas, 45.757 casos confirmados, 2.906 óbitos e taxa de letalidade de 6,4%.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

O Conexão Política é um portal de notícias independente — compromissado em transmitir os fatos. Analisamos e cobrimos os principais assuntos da política. Contribua: apoia.se/conexaopolitica

alan correa criação de sites