Redes Sociais

EUA

Força Aérea dos EUA constrói e voa em protótipo em escala real de caça de 6ª geração, deixando Rússia e China para trás

Thaís Garcia

Publicado

em

Imagem: Reprodução

A Força Aérea dos EUA secretamente projetou, construiu e realizou voos de um protótipo em escala real de seu caça de combate de 6ª geração, informou o Defense One nesta terça-feira (15).

As especificações da aeronave permanecerão em segredo devido à classificação do programa ‘Next Generation Air Dominance’ (NGAD), o esforço da Força Aérea americana para colocar em campo uma família de sistemas de guerra aérea conectados que podem incluir caças, drones e outras plataformas em rede no espaço ou no campo cibernético.

“A NGAD agora está projetando, montando e testando no mundo digital, explorando coisas que teriam custado tempo e dinheiro para esperar pelos resultados do mundo físico”, disse Dr. Will Roper, Secretário Adjunto da Força Aérea para Aquisição, Tecnologia e Logística dos EUA, durante uma apresentação de vídeo na Conferência Aérea, Espacial e Cibernética da Associação da Força Aérea americana na terça-feira. “O NGAD chegou tão longe que o demonstrador de voo em escala real já voou no mundo físico. Muitos recordes foram quebrados. Estamos prontos para construir a aeronave de próxima geração de uma forma que nunca aconteceu antes.”

O Secretário Adjunto não forneceu mais detalhes sobre o jato, que se presume ser a primeira tentativa do Pentágono de construir uma aeronave tática de “sexta geração”, após os jatos F-22 e F-35, de quinta geração. Ele se recusou a comentar sobre quantos protótipos de aeronaves já voaram ou quais empresas de defesa os fabricaram, e não disse quando ou onde ocorreu o primeiro voo. Mas disse que a Força Aérea dos EUA provou que pode usar técnicas de fabricação avançadas de ponta para construir e testar uma versão virtual de seu próximo caça, e então passar para construir um protótipo em escala real e pilotá-lo com sistemas de missão a bordo.

Dr. Roper espera que as empresas invistam mais em tecnologia de design digital. Nos últimos anos, o Pentágono tem tentado explorar em grande escala a inovação, especialmente a tecnologia comercial, que poderia ser adotada pelos militares. O secretário acrescentou que a tecnologia de design digital usada para construir o novo avião pode aumentar a competição e aumentar o número de fabricantes de jatos militares americanos.

Nos últimos 50 anos, a base industrial dos EUA diminuiu de 10 fabricantes capazes de construir um caça avançado para apenas três empresas de defesa: Lockheed Martin, Boeing e Northrop Grumman.

O próximo passo da Força Aérea dos EUA será sair do campo de pesquisa e desenvolvimento para a produção, o que pode durar anos ou décadas.

 

 

 

 

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

alan correa criação de sites