Redes Sociais

Brasil

Felipe Neto associa Ucrânia ao neonazismo e leva resposta de embaixador: “Estude”

Marcos Rocha

Publicado

em

Reprodução

Nesta última sexta-feira (24), o youtuber Felipe Neto defendeu a medida determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que suspendeu perfis pró-Bolsonaro nas redes sociais, conforme noticiado pelo Conexão Política.

Em publicação no Twitter, o influenciador comemorou o bloqueio das contas e exemplificou citando um tuíte de Bernardo Kuster em que o jornalista defende a ‘ucranização’ do Brasil.

“Ucrânia foi tomada pelo partido neonazista Pravy Sektor, com o braço armado UPA. Usam revisionismo para reescrever a história e sua participação na perseguição a judeus, poloneses e outras minorias ali”, escreveu Felipe Neto.

Após a repercussão da declaração, o embaixador da Ucrânia no Brasil, Rostyslav Tronenko, corrigiu publicamente o influencer de 32 anos.

Em resposta, Tronenko sugeriu que o youtuber estudasse sobre o assunto antes de realizar comentários na internet.

“Sua afirmação é desconexa e absurda. Neo-nazistas não estão no poder em meu país e creio que antes de falar sobre um tema tão polêmico claramente usando termos que repercutem no cenário político brasileiro atual, o senhor deveria estudar um pouco sobre”, rebateu.

A embaixatriz da Ucrânia no Brasil, Fabiana Tronenko, também comentou a publicação de Felipe Neto.

Ela afirma que ficou ‘entristecida’ com o post, que classificou como ‘absurdo sem o mínimo de conhecimento’.

“Isso não é verdade! A Ucrânia tem que ser respeitada e não vilipendiada por pessoas que não conhecem a sua história! Antes de comentar sobre algo que desconhece, experimente ler sobre o assunto que atinge tantas pessoas que vivem num país lutando por sua autonomia e liberdade! Confesso que fico muito entristecida de ver alguém, comentando algo tão absurdo e sem o mínimo de conhecimento. Com certeza nunca estudou sobre o assunto e chega comentando sobre apenas pelos likes. Vergonha….”, escreveu.

 

 

 

Editor-chefe do Conexão Política; residente e natural de Campo Grande/MS | FALE COMIGO: [email protected]

alan correa criação de sites