Redes Sociais

Estados Unidos

FBI investiga ataque hacker no Twitter que roubou ontem US$ 100 mil de usuários

Guilherme L. Campos

Publicado

em

O FBI e o Departamento de Serviços Financeiros do Estado de Nova York abriram nesta quinta-feira (16) investigações sobre o maior ataque hacker do Twitter, segundo a Reuters.

Os golpistas invadiram contas pertencentes ao ex-presidente Barack Obama, ex-vice-presidente e candidato democrata à presidência Joe Biden, fundador da Amazon Jeff Bezos, fundador da Microsoft, Bill Gates, fundador da Tesla Elon Musk, entre outros.

Os hackers twittaram a partir das contas das vítimas pedindo aos usuários que doassem Bitcoins para uma determinada carteira e prometendo devolver o valor dobrado por mera “gratidão”.

Uma fonte que alega estar por trás do ataque disse diretamente ao Motherboard, site de tecnologia do portal VICE: “Usamos um representante que literalmente fez todo o trabalho para nós”, acrescentando que os hackers usaram alguém de dentro do Twitter.

O site Motherboard concedeu anonimato às fontes em troca de detalhes sobre como o hack foi realizado. Um porta-voz do Twiter disse ao Motherboard que a empresa está investigando se o funcionário invadiu a conta diretamente ou simplesmente deu aos hackers acesso às ferramentas internas da conta do Twitter.

O senador republicano Josh Hawley (R-MO) escreveu uma carta ao CEO do Twitter, Jack Dorsey, logo após a violação, solicitando mais informações sobre o ataque, incluindo questionamento sobre  como o ataque ocorreu, quantas contas foram afetadas e se a conta do presidente Trump teria sido afetada.

Hawley disse: “Entre em contato imediatamente com o Departamento de Justiça e o FBI e tome as medidas necessárias para proteger o site antes que essa violação se expanda”.

Católico, Conservador, Correspondente Internacional, Observador Político e criador do 'Direto da América'. Atualmente vive no estado da Pensilvânia, Estados Unidos.

alan correa criação de sites