Redes Sociais

Últimas

EXCLUSIVO: Confira alguns assuntos da conversa privada entre Bolsonaro e Trump

O Conexão Política obteve, com exclusividade, alguns dos assuntos que foram tratados entre os presidentes na reunião que aconteceu a portas fechadas

Marcos Rocha

Publicado

em

EXCLUSIVO: Confira alguns assuntos da conversa privada entre Bolsonaro e Trump 21
Alan Santos | PR

O presidente Jair Bolsonaro está em Osaka, no Japão, para participar da cúpula do G20, grupo que reúne as 20 maiores economias do planeta.

Além de encontros e reuniões com representantes da OCDE e líderes do BRICS, Bolsonaro também participou de uma reunião privada com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

O Conexão Política obteve, com exclusividade, alguns dos assuntos que foram tratados entre os presidentes na bilateral que aconteceu a portas fechadas.

O clima foi bem amistoso.

Logo quando encontrou Bolsonaro, Trump elogiou o presidente brasileiro: “Gosto de você de graça. A maneira como esse homem ganhou a eleição foi única e inacreditável”, disse.

O presidente brasileiro, por sua vez, agradeceu o apoio dos EUA para entrar na OCDE e ser aliado extra-OTAN.

Bolsonaro ressaltou a importância de explorar, junto com os EUA, e de maneira sustentável, a biodiversidade da Amazônia.

Trump, então, perguntou se não havia muitos problemas ambientais. Bolsonaro respondeu que, pelo menos em seu governo, estava estancado o aumento de reservas indígenas e áreas de proteção ambiental.

Após isso, o presidente brasileiro citou as possibilidades de ajudar a Argentina. Bolsonaro manifestou preocupação com uma possível vitória de Cristina Kirchner nas eleições deste ano, uma vez que Kirchner é considerada uma aliada de Maduro.

Trump cogitou visitar a Agentina. Bolsonaro disse que eles poderiam ir juntos, ideia que o norte-americano gostou.

A partir daí, os mandatários começam a falar sobre a situação da Venezuela e sobre alternativas que o Brasil e os EUA podem tomar a fim de diminuir os problemas provocados pelo regime Maduro.

Posteriormente, Bolsonaro disse a Trump que “o Brasil não está livre do comunismo”.

O presidente norte-americano concordou e disse que “os EUA também não estão”.

Trump declarou que os integrantes do partido Democrata dizem que, no socialismo, todos terão rolls-royces na garagem.

Ambos riem.

Para descontrair, os presidentes começaram a falar de futebol.

Trump perguntou se Pelé ainda era o melhor ou se Messi havia superado o brasileiro.

Jair chegou a lembrar que Pelé jogou nos EUA, num clube chamado “Cosmos”.

A reunião, então, chega ao fim.

Antes de finalizar, Trump diz a Bolsonaro que os EUA ajudarão o Brasil naquilo que for preciso.

O presidente brasileiro agradeceu o apoio e também se colocou à disposição.

Nota: Assuntos que envolvem soberania nacional e internacional, bem como as estratégias contra o regime Maduro, não foram publicados nesta matéria.

 


O Conexão Política é um portal de notícias independente. Ajude-nos a continuarmos com um jornalismo livre, sem amarras e sem dinheiro público » APOIAR

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

CONTATO: [email protected] | Editor-chefe do Conexão Política e estudante de Ciências Jurídicas.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites