Redes Sociais

Últimas

Ex-diretor do Metrô de SP delata corrupção durante governos do PSDB

Marcos Rocha

Publicado

em

Ex-diretor do Metrô de SP delata corrupção durante governos do PSDB 18
Imagem: Werther Santana

Sérgio Corrêa Brasil, ex-diretor do Metrô de São Paulo, afirmou a procuradores da Lava Jato, em delação premiada, que existia um esquema de corrupção e propina na empresa.

De acordo com ele, os ilícitos aconteceram entre 2004 e 2014, durante os governos dos tucanos Geraldo Alckmin e José Serra.

O ex-executivo destacou que o arranjo mirava favorecer empreiteiras, financiar campanhas políticas e obter vantagens na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) e no Tribunal de Contas de São Paulo.

Na delação, Sérgio Brasil ainda afirmou que as companhias Odebrecht, Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa pagavam propina em forma de repasses mensais aos partidos PPS (atual Cidadania), PSDB, PFL (hoje DEM) e PTB — então partidos da base do governo, que, em troca, apoiavam a administração.

Em função do esquema, as obras das linhas do Metrô ficaram mais caras e mais lentas.

Os citados na delação negam qualquer cometimento de ato ilícito.

 

 

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

CONTATO: [email protected] | Editor-chefe do Conexão Política, residente e natural de Campo Grande/MS, assistente de gabinete junto ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ/MS) e estudante de Ciências Jurídicas.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites