Redes Sociais

EUA

EUA: Estudantes estrangeiros podem permanecer no país mesmo com aulas 100% online, decide governo

Guilherme L. Campos

Publicado

em

O Departamento de Segurança Interna dos EUA anunciou nesta terça-feira (14) que retirou as diretrizes de visto que impediam estudantes internacionais de permanecerem no país se todas as suas aulas fossem realizadas on-line a partir do próximo outono.

O anúncio ocorreu mais cedo durante uma audiência em um tribunal federal durante audiência de um processo movido pela Universidade de Harvard e pelo MIT buscando uma liminar temporária das diretrizes.

A decisão significa que a decisão de março de permitir que estudantes internacionais continuem seus estudos remotamente sem afetar o status do visto devido ao coronavírus permanece em vigor.

Não está claro o que isso significa, no entanto, para estudantes cujos vistos estão expirando e para novos estudantes que estão solicitando vistos e cujas aulas podem ser totalmente on-line.

A audiência agendada durou menos de cinco minutos. O governo dos EUA anunciou que rescindiria a diretiva anunciada na semana passada para estudantes internacionais, o que causou confusão e estimulou a procuradora-geral de Massachusetts Maura Healey e outros procuradores-gerais de todo o país a entrar com seus próprios processos contra o governo federal.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Católico, Conservador, Correspondente Internacional, Observador Político e criador do 'Direto da América'. Atualmente vive no estado da Pensilvânia, Estados Unidos.

alan correa criação de sites