Redes Sociais

Últimas

Espanha soa alarme de epidemia bacteriana que também pode afetar turistas

Thaís Garcia

Publicado

em

Espanha soa alarme de epidemia bacteriana que também pode afetar turistas 21
Imagem: Reprodução

Nesta última sexta-feira (23), a Espanha informou formalmente as autoridades europeias e mundiais de saúde sobre uma epidemia bacteriana que afeta particularmente o sul do país e também pode afetar turistas. Dois espanhóis já morreram e mais de 200 pessoas adoeceram, depois de comer carne contaminada.

‘Listeria monocytogenes’
O vilão é a bactéria ‘Listeria monocytogenes’ encontrada no solo, nas águas superficiais, na vegetação e em vários animais, como cabras, ovelhas e gado. As pessoas podem ser infectadas através do contato direto com animais ou meio ambiente contaminado e, principalmente, através de alimentos.

Os sintomas de uma infecção causada pela bactéria ‘Listeria monocytogenes’ são febre, calafrios, dores nas costas e dor de cabeça.

Carne
No caso da Espanha, foi através de alimentos. Trata-se de um carne de porco embalada desfiada e cozida em gordura própria, da marca La Mechá, do fabricante Magrudis. A carne em questão foi retirada do mercado desde então.

Vítimas
Uma das vítimas, um garoto de 15 anos, adoeceu após comer a carne contaminada em La Rinconada, ao norte de Sevilha.

O garoto comprou um sanduíche de carne de porco na sexta-feira passada (23) em uma loja local. No mesmo dia, o Departamento de Saúde do governo regional de Andaluzia havia anunciado que a carne contaminada não estava em estoque, porque a carga havia sido completamente retirada do mercado.

“Essa informação foi incorreta. Depois de comer o sanduíche, meu filho teve sintomas que podem estar associados à listeriose. Ele acabou no hospital e foi autorizado a sair após dois dias”, disse o pai da vítima, Sergio Ramírez Alcalde, à Associação de Consumidores (Facua), em Sevilha.

No sábado (24), o pai do adolescente foi ao local onde seu filho comprou o sanduíche, para verificar se a carne de porco desfiada era da marca La Mechá. Segundo ele, o lojista confirmou isso e disse que continuava vendendo a carne porque seu fornecedor havia informado que esse lote não estava contaminado.

A outra vítima foi uma senhora de 90 anos, que foi internada no hospital Virgen del Rocio, em Sevilha, com os mesmos sintomas causados pela bactéria.

Aborto
Para a maioria das pessoas, as consequências não são graves, mas a doença pode ter grandes consequências para bebês, idosos e mulheres grávidas. A bactéria pode até levar a um aborto espontâneo. Das 200 pessoas internadas no hospital, 23 estão grávidas.

Orientações
A origem da epidemia está na Andaluzia, de onde vem a carne desfiada, que é um prato popular conhecido como “carne mechada”. No restante da Espanha, também foram relatados casos. Há casos registados nas regiões da Extremadura, Madrid e Catalunha.

“Comunicar isso à Organização Mundial da Saúde e à UE é o procedimento usual, e necessário, porque atualmente há muitos turistas em nosso país”, disse o ministro da Saúde da Espanha.

As autoridades de Saúde aconselham a limpeza regular de frigoríficos, geladeiras e de objetos usados em alimentos crus, a não ingestão da casca de queijos moles e a ferver o leite antes de consumi-lo.

Com informações, JN Direto.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Correspondente Internacional na Europa. Cristã, casada, mãe e bacharel em Relações Internacionais. Lutando pelos verdadeiros direitos humanos e pela Igreja Perseguida.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites