Redes Sociais

Últimas

Empresas brasileiras começam a ser afetadas pela falta de componentes por causa do coronavírus

Douglas Santos

Publicado

em

Xinhua | Liu Xiao

O coronavirús está afetando de forma massiva a produção de eletrônicos no Brasil. Os componentes industriais produzidos na China estão faltando no mercado brasileiro, o que está levando as grandes empresas do segmento a darem férias coletivas e adiarem lançamentos previstos para o primeiro trimestre de 2020.

Aproximadamente 25 mil funcionários de empresas ligadas a tecnologia da informação deverão ter suas rotinas de trabalho alteradas, segundo o presidente da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), a rotina de trabalho será alterada no curto prazo, com redução de jornada e férias coletivas.

“A situação é muito grave, não temos como buscar o suprimento em outro país”, afirma o presidente da Abinee. Segundo a Associação, na semana passada 57% das empresas já apresentavam problemas, 4% operavam com paralisação parcial e 15% planejavam paradas parciais.

A coreana LG pretende fazer uma parada parcial. A empresa protocolou aviso de férias coletivas para o período de 2 a 12 de março para 330 funcionários da linha de celulares, onde estão alocados 450 trabalhadores.

A LG afirmou, em nota, que “devido ao surto do coronavírus que atinge o mundo e tem provocado o desabastecimento de peças nas produções, considera um risco potencial de parada na produção, no mês de março, em sua unidade fabril de celulares, localizada em Taubaté”.

A concorrente Samsung informou na quinta-feira (27) que a fábrica de Campinas (SP) “opera normalmente”. A produção, contudo, foi suspensa nos dias 12, 13 e 14.

Com informações, InfoMoney.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

CONTATO: [email protected] | Natural de Manaus, estudante de Ciências Econômicas e editor do Conexão Política.

alan correa criação de sites