Redes Sociais

Brasil

Em entrevista à Globo News, Teich detona perguntas de jornalistas

Tiago Netto

Publicado

em

GloboNews | Reprodução

O ex-ministro da Saúde, Nelson Teich, concedeu entrevista à GloboNews neste último domingo (24).

Durante quase duas horas, ele respondeu perguntas sobre sua saída do comando da pasta e sobre a atual situação do Brasil no combate à covid-19.

No entanto, ao receber certas perguntas, principalmente quando tentavam jogá-lo em confronto contra o presidente Jair Bolsonaro, Teich subiu o tom de voz. Em uma de suas respostas, o ex-ministro chegou a classificar a pergunta como um “desserviço” para a população brasileira.

Num determinado trecho da entrevista, ao responder o oncologista e hematologista Daniel Tabak, convidado pela emissora para fazer perguntas, Teich afirmou:

“Ninguém deixou de fazer coisas por causa da cloroquina, essa é uma visão absolutamente equivocada. Nada parou por causa da cloroquina, o que aconteceu foi uma polarização em torno dela. Mas o mundo não parou por causa da cloroquina. Das medidas que tinham de ser tomadas, todas foram tomadas. A sua visão está absolutamente errada. Não sei de onde você tirou isso, só posso dizer que está errada. Lamento que você pense assim e eu lamento que você fale isso em uma televisão como essa. É muito ruim pra sociedade, isso é um desserviço para a sociedade”.

Em outro momento, Teich voltou a usar um tom mais firme para dizer que nunca deixou de se importar com as pessoas durante sua gestão.

“Ninguém deixa de ter compaixão com as pessoas que morreram. Enquanto eu estive lá, compaixão foi uma palavra-chave. E eu fui para a linha de frente ver como os profissionais de saúde viviam. Eu vi um monte de gente no leito de UTI. O que não faltou no meu período foi compaixão. Se você acha isso, você está errado de novo”, disparou.

Ao responder ao jornalista Valdo Cruz, que perguntou a Teich sobre o isolamento vertical, já insinuando que ele seria contrário à medida, o ex-ministro afirmou: “Eu preciso que você fale o que eu disse e não o que eu não disse. Eu preciso que vocês digam que eu sou a favor de um isolamento mais seletivo, nem vertical, nem horizontal. Você vai estar fazendo uma coisa que não é boa para o Brasil, que é polarizar na hora que mais precisamos de harmonia”.

ASSISTA

 

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Colunista do Conexão Política. Brasileiro com muito orgulho e apaixonado por esta nação. Cristão.

alan correa criação de sites