Redes Sociais

Últimas

Em briga por audiência, novo programa da Globo fracassa na estreia e perde mais uma vez para Record TV

Novo programa da Globo recebeu enxurrada de críticas na Internet.

Redação

Publicado

em

Reprodução | TV Globo

A tarde desta segunda-feira (30) foi de estreias nas duas principais emissoras do país.

De um lado, a Record TV escalando Geraldo Luís no comando do Balanço Geral SP. De outro, a Rede Globo, que decidiu fazer uma reformulação de emergência para conter uma crise em sua grade de programação.

Conforme noticiado pelo Conexão Política neste domingo (29), a mudança na Globo vem à tona após a emissora não conseguir mais a liderança de audiência nos horários da tarde.

Dessa forma, a emissora apostou alto no entretenimento – lançando o ‘Se Joga’ – programa que, segundo a Globo, trará resumos de informações diárias, humor, jogos e notícias do mundo das celebridades.

Briga pela audiência

Pouco antes da estreia, Fernanda Gentil, apresentadora do ‘Se Joga’, publicou um textão comentando sobre a mudança na carreira e negando “briga por audiência” com os concorrentes já consolidados no horário.

Eis que chega o embate. Nele, os programas duelaram entre 14h20 e 15h16.

Fabíola Reipert, Geraldo Luís e Renato Lombardi lideraram a audiência com 12,0 pontos de média, abrindo vantagem contra o “Se Joga”, que amargou com 8,0.

Em terceiro lugar apareceu o SBT, com 5,8 segundo a prévia da Kantar Ibope na Grande SP.

Cada ponto equivale a 73 mil domicílios com a TV ligada na região.

A fórmula do fracasso 

Voltamos a dizer.

Sem sucesso, a Globo insiste no erro que a fez afundar nessa crise: o conteúdo ideológico que contraria os valores da maior parte de sua  audiência.

Os jornalistas e atores mudam, mas o conteúdo fútil continua o mesmo.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

O Conexão Política é um portal de notícias independente — compromissado em transmitir os fatos. Analisamos e cobrimos os principais assuntos da política. Contribua: apoia.se/conexaopolitica

alan correa criação de sites