Redes Sociais

Europa

Documentos vazados revelam plano secreto da Turquia para invadir a Grécia

Thaís Garcia

Publicado

em

Imagem: Reprodução

Um documento vazado no mais alto nível militar na Turquia revela a existência de um plano secreto para invadir a vizinha Grécia. A descoberta é considerada particularmente surpreendente, uma vez que os dois países são membros da aliança de defesa da OTAN. A informação foi publicada pelo Nordic Monitor.

Historicamente, os dois países são inimigos jurados e as provocações relacionadas à migração que ocorrem na fronteira grega, com a polícia e os militares turcos, indicam que a hostilidade ainda persiste.

O documento vazado é uma apresentação em PowerPoint que deveria ter sido preparada para o mais alto escalão militar da Turquia, e foi descoberto em uma pasta de material vinculado a um processo judicial, após a investigação iniciada por generais turcos para intervir na tentativa frustrada de golpe contra o presidente Recep Tayyip Erdoğan, em julho de 2016.

O promotor no caso solicitou todo o tráfego de e-mail entre os oficiais na sede da equipe militar turca. Entre as correspondências, foi encontrada uma apresentação mostrando que existem ou houve planos de invadir a Grécia.

A apresentação de 86 slides, que pode ser vista neste link, é datada de 13 de junho de 2014 e é declarada no título como uma diretiva de planejamento operacional para as forças armadas da Turquia. A apresentação descreve as ofensas planejadas contra a Grécia, juntamente à data em que esses planos foram elaborados.

O documento e os planos foram nomeados ‘akaaka Bey’, em homenagem a um comandante turco que liderou uma invasão de várias ilhas gregas no século XI. Ele é considerado um herói nacional na Turquia e o fundador da Marinha turca.

Descrições mais detalhadas de como a invasão militar do país vizinho deve ser realizada estão ausentes no documento de apresentação. Isso se deve ao fato de que essas informações são carimbadas secretamente e não podem ser encaminhadas por e-mail. No entanto, considera-se que a apresentação juntamente a esses escritos confirma a existência de elaborados planos de invasão turca contra a Grécia.

Os planos de invasão parecem ter sido desenvolvidos como um cenário relacionado ao andamento da guerra civil na Síria. Junto à apresentação vazada, também foi encontrada uma carta escrita pelo tenente-general Uğur Tarçın, do Departamento de Comunicações do Estado-Maior Turco, de março de 2017, na qual ele alertou previamente ao departamento jurídico do pessoal que a correspondência sendo encaminhada inclui documentos secretos sobre a segurança do país.

Acredita-se que a carta indique que militares turcos estavam temerosos de que a existência de um plano de invasão contra a Grécia chegasse ao mundo exterior. No entanto, os promotores turcos que lidaram com o resultado do fracassado golpe de Estado parecem ter ignorado essas instruções.

Anteriormente, também foi revelado que a Turquia tinha planos semelhantes para uma invasão da Armênia, chamada Operação Altay.

A Turquia e a Grécia têm uma longa história de inimizade que ressurgiu recentemente, desde que o ditador turco Erdogan enviou uma nova onda de imigrantes ilegais para atravessar a fronteira grega, desencadeando confrontos entre migrantes, apoiados pela polícia turca, e a polícia de fronteira grega.

Além disso, segundo o Voice of Europe, as Forças Armadas turcas também estão realizando movimentos provocativos, violando as águas territoriais da Grécia e enviando aviões de combate para o espaço aéreo. As forças terrestres turcas também dispararam armas para o território grego ao longo da fronteira, e soldados turcos invadiram e tomaram um pedaço de terra grega na região de Evros.

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

alan correa criação de sites