Redes Sociais

Estados Unidos

“Desejo muita sorte, porque ele vai precisar”, diz Trump sobre casamento de Harry com Markle após casal se intrometer nas eleições americanas

Thaís Garcia

Publicado

em

ABC Grab

O Presidente dos EUA, Donald Trump, opinou sobre os comentários do Príncipe Harry e Meghan Markle sobre as eleições americanas de 2020.

“Eu não sou fã dela. E eu diria isso – e ela provavelmente já ouviu isso – mas desejo muita sorte a Harry, porque ele vai precisar”, respondeu Trump em uma coletiva de imprensa na quarta-feira (23), ao ser questionado sobre os recentes comentários críticos do casal.

Assista ao vídeo legendando da fala de Trump:

O duque e a duquesa atacaram Trump em um vídeo feito para o lançamento do ‘Time 100’, uma lista anual das pessoas mais influentes do mundo, na qual Markle disse que a eleição de 2020 é “a eleição mais importante de nossa vida”.

O príncipe Harry disse aos telespectadores que embora ele não seja um cidadão americano e não possa votar nos Estados Unidos, “é vital que rejeitemos o discurso de ódio, a desinformação e a negatividade online”.

Os comentários do casal enfureceram os comentaristas britânicos, com o jornalista e apresentador de TV Piers Morgan renovando seu apelo para que os títulos do casal sejam retirados, em sua coluna de quarta-feira (23).

Ele escreveu: “Dizer aos americanos para votarem contra o presidente Trump é um comportamento completamente inaceitável para um membro da família real; o príncipe Harry e sua esposa cruzaram uma linha enorme que agora deve ter sérias consequências para o casal”.

Morgan também expressou seu descontentamento no Twitter: “Príncipe Harry metendo o nariz nas eleições dos EUA e efetivamente dizendo aos americanos para votarem contra o presidente Trump é um comportamento completamente inaceitável para um membro da Família Real.”

O jornalista Andrew Pierce tuitou que o príncipe Harry havia “efetivamente endossado” o candidato democrata à presidência Joe Biden.

“O príncipe Harry efetivamente endossou JoeBiden; ele não tem direito a voto e como ainda pensa que é realeza, ele é Sua Alteza Real, ele deve ser politicamente neutro. Como de costume, ele quer as duas coisas”, escreveu Andrew Pierce no Twitter.

Corey Lewandowski, um conselheiro sênior da campanha de Trump, disse ao Daily Mail que o casal “tornou a Grã-Bretanha grande novamente ao partir” e espera “que eles façam o mesmo pelos” EUA.

O casal real se mudou em março deste ano para o estado americano da Califórnia. Trump disse que os contribuintes dos EUA não pagariam a conta dos custos de segurança estimados de US $ 1 milhão por ano para o duque e a duquesa de Sussex após sua mudança para os EUA.

O presidente americano usou o Twitter na época, escrevendo que, embora admirasse a Rainha Elizabeth II, os Estados Unidos não pagariam por sua proteção de segurança.

“Sou um grande amigo e admirador da Rainha e do Reino Unido. Foi relatado que Harry e Meghan, que deixaram o Reino, residiriam permanentemente no Canadá. Agora que eles deixaram o Canadá e foram para os EUA, no entanto, os EUA não pagarão por sua proteção de segurança. Eles devem pagar!”, escreveu Trump em 29 de março de 2020.

 

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

alan correa criação de sites